-->

Superlotação em cemitério no Acre faz MP abrir inquérito para investigar sepultamentos

28 Agosto 2019

Com superlotação, corpos estariam sendo enterrados fora do espaço adequado. Excesso de túmulos obrigam corpos a serem enterrados fora do cemitério. Adelcimar Carvalho/G1 Após denúncia de uma moradora, o
Ministério Público do Acre (MP-AC) abriu procedimento preparatório para investigar superlotação no Cemitério Municipal do Bujari, no interior do Acre. A portaria foi publicada nesta terça-feira (28), no Diário do MP. De acordo com a publicação, a moradora procurou o MP e relatou que o cemitério está cheio de covas e que não tem mais espaço para enterrar outros corpos e os sepultamentos estão ocorrendo fora do terreno do cemitério. O G1 não conseguiu contato com a prefeitura do Bujari para que pudesse comentar o caso até a publicação deste material. O Ministério Público informou que iniciou a apuração e pediu informações da prefeitura sobre os problemas denunciados pela moradora. Em resposta, a prefeitura teria informado que reconhece a situação de superlotação e que estava averiguando sobre o sepultamento feito fora dos limites do terreno. Além disso, o documento informa que a prefeitura respondeu que está providenciando meios para aquisição de uma área ao lado cemitério para ampliar o espaço. "Considerando a necessidade de se apurar com mais detalhes, os fatos narrados, para adoção das medidas cabíveis, resolve instaurar procedimento preparatório tendo como objeto acompanhar e apurar possíveis irregularidades, existentes no Cemitério Municipal de Bujari", diz a publicação.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree