-->

Em 8 meses, Conselho Tutelar no interior do AC recebeu 320 casos de violência contra crianças

29 Agosto 2019

Casos foram recebidos por Conselho Tutelar de Cruzeiro do Sul entre janeiro e agosto deste ano. Conselho Tutelar de Cruzeiro do Sul já recebeu mais de 300 casos
de violência contra crianças e adolescentesReprodução Entre janeiro e agosto deste ano, o Conselho Tutelar de Cruzeiro do Sul, interior do Acre, já atendeu 320 casos de violência contra crianças e adolescente. O número é menor do registrado no mesmo período de 2018, que foram 554, mas, mesmo assim, preocupa os conselheiros. Entre as denúncias, as que mais chegam ao órgão são casos de agressão física e psicológica. Casos de abuso sexual também chegam com frequência, são 12 denunciados este ano. Em 2018, foram mais de 30. “Vamos supor uma situação de maus-tratos, a gente notifica a família, orienta, tenta acalmar e, se for o caso, fazemos a advertência. Se isso não surtir efeito, temos nossas instituições que encaminhamos”, explicou a conselheira Erivalda Menezes. Ainda de acordo com Erivalda, o crime de violência contra crianças e adolescentes acontece com mais frequência na zona rural. Conselho Tutelar já registrou 320 denúncias de violência contra crianças e adolescentes “É um lugar de difícil acesso onde as pessoas não têm tanta informação e acabam cometendo esse tipo de violência contra crianças”, lamentou. Os conselheiros ser preocupam ainda com a omissão de familiares, já que a maioria dos casos ocorre dentro de casa e o agressor, muitas vezes, é uma pessoa próxima da criança. O conselheiro tutelar Henrique Sarah disse que os pais precisam ficar atentos às pessoas que convivem com seus filhos. O cuidado pode evitar trauma e agressões. “Recebemos denúncias, não sabemos onde está a denúncia. Se você perceber que alguma criança está retraída, tem medo de alguém e algo, pesquise e verifique o que realmente está acontecendo. Encaminhe a denúncia ao conselho tutelar que vamos, através de meio que temos, da Justiça, psicólogos, assistentes sociais, vamos buscar realmente o que a criança tem", frisou.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree