-->

Bombeiros tentam extinguir fogo em aterro de resíduos sólidos que já dura 2 dias no Acre

01 Setembro 2019

Bombeiros enfrentam dificuldades por causa da profundidade do aterro e de materiais em decomposição Bombeiros trabalham há dois dias para extinguir fogo em aterro Divulgação CBM/AC O Corpo de
Bombeiros do Acre (CBMAC) tenta extinguir, há mais de 48h, um incêndio que atinge o aterro de resíduos sólidos na Estrada Transacreana, em Rio Branco. O trabalho de combate começou na sexta-feira (30), mas o fogo continua. O assessor de comunicação dos Bombeiros, major Cláudio Falcão, informou ao G1, neste domingo (1º), que a profundidade do aterro é um dos fatores que acabam dificultando para que ocorra a extinção das chamas. "A grande problemática não é a extensão dele na horizontal. É na vertical porque os nossos equipamentos não alcançam onde está a origem", disse. De acordo com o major, é um trabalho demorado, que requer tempo e muito equipamento. Além disso, outra dificuldade encontrada no local, segundo explica o major, são os resíduos despejados que facilitam a proliferação do fogo. "São toneladas de material em decomposição. Esse material emite gases que alimentam muito a questão do fogo. Independente desse material ser orgânico ou não ele vai entrando em processo de decomposição e esse processo gera o desprendimento de gases. Isso aí é que dificulta muito o trabalho dos bombeiros", explica. A ação dos bombeiros é feita com a ajuda caminhões-pipas usados no controle das chamas. O aterro é o mesmo que foi atingido por um incêndio em julho do ano passado que durou mais de 50 dias. Ainda conforme informou o major, houve um controle do fogo. "Controlado, porém não extinto. Nós estamos lá desde o início do incêndio, na sexta-feira, e estamos lá permanentemente controlando. As características do incêndio são as mesas do ano passado", pontuou.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree