-->

Marinha avista novas manchas no Delta do Parnaíba e ICMBio estima cerca de 1 tonelada de óleo na região

18 Novembro 2019
Um navio patrulha da Marinha iniciou na manhã desta segunda-feira (18) uma vistoria no litoral do Piauí. De acordo com a Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), no domingo (17),
durante sobrevoo na região do Delta do Parnaíba, foram avistadas novas manchas de óleo e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estima...

Um navio patrulha da Marinha iniciou na manhã desta segunda-feira (18) uma vistoria no litoral do Piauí. De acordo com a Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), no domingo (17), durante sobrevoo na região do Delta do Parnaíba, foram avistadas novas manchas de óleo e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estima que existe cerca de 1 tonelada da substância na região.

“Foram realizados dois sobrevoos. Em um deles detectamos a presença desse material na área de praia. Mais especificamente na Barra da Melancieira, praia do passeio, na Ilha do Caju, Barra da Melancieira, praia do passeio, na Ilha do Caju, Ilha dos Poldros e Ilha das Canárias”, informou o comandante da CPPI, capitão de fragata Dante Duarte.

O comandante disse ao G1 que não foram avistadas manchas no mar. “Até o momento não foram detectadas mais manchas na água, apenas nessa região de praia. O representante do ICMBio que participou do voo avaliou de forma preliminar e estimou a presença de aproximadamente 1 tonelada de material oleoso nessa área”, disse.

A previsão é que até terça-feira (19) a Marinha monitore os 66 km da costa. Ainda no domingo (17), a Marinha divulgou que foram retiradas mais de três toneladas de resíduos oleosos com os trabalhos de limpeza de praias em Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia, desde o início do monitoramento em setembro.

De acordo com o balanço feito pela Marinha, somente no final de semana foram recolhidos 2.768 Kg de óleo. A praia de Pedra do Sal foi o local onde houve uma quantidade expressiva de mancha de óleo. Na sexta-feira (15), foram recolhidos da praia 201 Kg, no dia seguinte este número foi oito vezes maior, com 1 650 k de resíduos oleosos.

Praias impróprias para banho
Desde 30 de setembro não havia presença de óleo nas praias piauienses. No entanto, novas manchas apareceram na Praia de Atalaia nessa quinta-feira (14) e a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) decretou a praia imprópria para o banho.

Neste mesmo dia, foram retirados 80kg de resíduo. Na sexta-feira (15) foram 830 kg e no sábado (16) somente dois quilos. A Praia Peito de Moça registrou cinco quilos de manchas de óleo em sua orla.

No sábado (16), A praia Pedra do Sal, situada no município de Parnaíba, também foi considerada imprópria para o banho após o aparecimento de manchas de óleo.

Óleo atinge turistas
Alguns turistas tiveram contato com as manchas de óleo na Praia do Coqueiro, situada no município de Luís Correia. A praia não foi uma das consideradas imprópria para banho pela Secretaria de Meio ambiente e Recursos Hídricos do estado.

Iranildo Barros, pai de um garoto de 10 anos que entrou em contato com material, explicou que a mancha apareceu no corpo do filho após ele ter entrado no mar. Ele revelou também que outras três pessoas tiveram a pele manchada pelo óleo.

“Apareceu a mancha de óleo em pelo menos quatro pessoas. O material apareceu no corpo de quem tomou banho e de quem apenas caminhou por aqui perto. O meu filho, de apenas 10 anos, entrou no mar e a mancha atingiu o pé dele. Esse óleo dá um trabalho na hora de sair”, contou ao G1.


Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 342 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree