-->

Palmeiras reprova torcida única em MG e indica “vantagem competitiva”

07 Dezembro 2019

Por determinação da Justiça, o jogo entre Palmeiras e Cruzeiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, será realizado com torcida única no Estádio do Mineirão. Insatisfeito, o clube alviverde

publicou nota em seu site oficial e indicou que a medida oferece vantagem ao time mandante.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) rejeitou o pedido do Cruzeiro no sentido de impor a torcida única no Mineirão. No entanto, por questões de segurança, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) entrou em ação e foi atendido pela Justiça.

“O Palmeiras entende que torcida única é uma medida paliativa e que não deve jamais ser aplicada de maneira casuística, visando vantagem competitiva. Nosso entendimento é de que apenas uma ação que englobe todas as entidades que atuam no mercado do futebol poderá trazer mudanças efetivas sobre esse assunto”, diz a nota.

A partida a ser disputada no Estádio do Mineirão pode selar o rebaixamento do Cruzeiro à Série B do Campeonato Brasileiro. Para evitar a queda, o time local precisa vencer o Palmeiras e o Ceará não pode pontuar contra o Botafogo no Engenhão. Todos os jogos da rodada começam às 16 horas (de Brasília) de domingo.

Veja a nota oficial do Palmeiras na íntegra:

A Sociedade Esportiva Palmeiras vem, mais uma vez, manifestar sua discordância sobre o tema torcida única.
Toda vez que o poder público lança mão dessa medida está contribuindo para a depreciação do produto futebol.

O Palmeiras entende que torcida única é uma medida paliativa e que não deve jamais ser aplicada de maneira casuística, visando vantagem competitiva.

Nosso entendimento é de que apenas uma ação que englobe todas as entidades que atuam no mercado do futebol poderá trazer mudanças efetivas sobre esse assunto.

O post Palmeiras reprova torcida única em MG e indica “vantagem competitiva” apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Source: Gazeta Esportiva

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree