-->

Defesa Civil monitora volume de chuvas em Maceió

21 Fevereiro 2020
A Coordenadoria Especial Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) informa que os pluviômetros instalados em Maceió registraram um volume de 68 mm nas últimas 12 horas na região do
Pontal da Barra e 38 mm no Benedito Bentes. A média prevista para o mês de fevereiro era de 72,9 mm. A Defesa Civil de...

A Coordenadoria Especial Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) informa que os pluviômetros instalados em Maceió registraram um volume de 68 mm nas últimas 12 horas na região do Pontal da Barra e 38 mm no Benedito Bentes. A média prevista para o mês de fevereiro era de 72,9 mm.

A Defesa Civil de Maceió desmente ainda a informação de que haveria um volume maior de chuva a partir das 21 horas desta quinta-feira (20), como vem sendo divulgado em algumas redes sociais.

O órgão de Proteção e Defesa Civil informa que continua trabalhando com nível operacional de Atenção dentro do Protocolo de Proteção e Ação de Defesa Civil e atenderá os chamados em caso de ocorrências.

A Defesa Civil continua atendendo os chamados de ocorrência em Maceió e orienta que o acionamento deve ser feito através do Corpo de Bombeiros pelo número 193.

Até o momento, foram atendidos 10 chamados, entre eles de queda de muro, tombamento parcial de casa e casos de risco iminente de tombamento de imóveis na região do Jacintinho e Cruz das Almas. Em nenhum dos casos há registro de vítimas.

A Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) mantém o aviso meteorológico que traz previsão de pancadas de chuva com intensidade moderada à forte, acompanhadas de rajadas de vento e incidência de raios no Litoral, Zona da Mata e Baixo São Francisco. A previsão é válida até a sexta-feira (21). Nas outras regiões, existe a previsão de chuva de intensidade fraca à moderada, intercalando com períodos de tempo seco.

A Defesa Civil orienta a população que se encontra em área de risco em Maceió que, caso não se sinta segura durante a chuva, procure abrigo em local seguro – a exemplo de casa de parentes – e acione o órgão municipal para avaliação da área.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree