-->

Luto no futebol: técnico campeão da Libertadores e ex-CSA morre em hospital no Rio de Janeiro

27 Fevereiro 2020
O ex-jogador e ex-treinador, Valdir Espinosa, faleceu aos 72 anos, na manhã desta quinta-feira (27), no Rio de Janeiro após complicações devido a uma cirurgia na região do abdômen. De
acordo com o portal Globo Esporte, Valdir estava internado desde o último dia 20 devido a uma cirurgia realizada no dia 17. Espinosa teria voltado...
Vitor Silva / Botafogo FR

Vitor Silva / Botafogo FR

O ex-jogador e ex-treinador, Valdir Espinosa, faleceu aos 72 anos, na manhã desta quinta-feira (27), no Rio de Janeiro após complicações devido a uma cirurgia na região do abdômen.

De acordo com o portal Globo Esporte, Valdir estava internado desde o último dia 20 devido a uma cirurgia realizada no dia 17. Espinosa teria voltado para casa após o procedimento e teve complicações após três dias. Ele, então, estava internado em um hospital no Rio de Janeiro desde então, quando acabou não resistindo.

PASSAGEM VITORIOSA PELO CSA

Espinosa foi jogador de 1970 a 1978 e passou pelo CSA na temporada de 1974, onde conquistou o seu 22º título do Campeonato Alagoano com a camisa azulina. No duelo diante do CRB, Valdir foi titular como lateral-direito.

Arquivo / Museu dos Esportes

Valdir Espinosa – o segundo em pé (da esq para dir) – com a camisa do CSA, em 1974

No ano passado, Valdir lembrou com alegria de sua passagem por Maceió e o título conquistado com a camisa do Azulão do Mutange.

“A cidade aí é maravilhosa, sou apaixonado por essa cidade. O torcedor do CSA sempre foi muito fanático. Naquela época, o CSA tinha mais facilidade para levar jogadores daqui do eixo Sul-Sudeste. E a gente ia porque se tratava de time grande também. Foi muito bacana, fui campeão aí e tive a oportunidade de fazer jogos marcantes no Rei Pelé”, afirmou Espinosa.

TÍTULOS IMPORTANTES

Valdir ficou nacionalmente conhecido como treinador. Ele comandou o Grêmio nas conquistas da Copa Libertadores e Copa Intercontinental no ano de 1983.

Seis anos depois, conquistou o emblemático título carioca a frente do Botafogo, quebrando um jejum de 20 anos do Glorioso sem conquista do estadual.

Valdir Espinosa também trabalhou em diversos clubes brasileiros, incluindo Corinthians, Coritiba, Fluminense, Palmeiras, Flamengo, Vasco e passagens por times estrangeiros. Atualmente ele estava ocupando o cargo de gerente de futebol do Botafogo.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree