-->

Alagoas Mais Forte: movimento arrecada fundos para reforçar estrutura hospitalar do estado

31 Março 2020

O último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SESAU) informou que Alagoas contabilizava, até essa segunda-feira, 30, 17 casos confirmados do coronavírus, com cinco pessoas hospitalizadas. Hoje, terça-feira, 31, foi

anunciada a primeira morte no estado por covid-19. No Brasil já são mais de 4 mil casos e 136 mortes.

Muito mais do que para causar pânico, esses números acendem um alerta sobre o já deficiente sistema público de saúde brasileiro. Aqui em Alagoas, pessoas resolveram agir em torno de um movimento que visa apoiar a saúde pública.

O Movimento “Alagoas Mais Forte”, que reúne pessoas e empresas da iniciativa privada, mas é aberto à participação de todos os alagoano, em uma ação alinhada com a Secretaria Estadual de Saúde , está arrecadando fundos para a aquisição de 30 monitores multiparâmetro, macas e outros equipamentos utilizados em UTI’s, cuja estrutura local se mostra carente para enfrentar o momento de pandemia, com a perspectiva de crescimento na demanda para tratamento dos casos mais graves da covid-19. O governo do estado já anunciou reforço nos leitos, mas com a pandemia a demanda se mostra imprevisível.

“Diante desta situação, estamos buscando unir esforços de TODA SOCIEDADE ALAGOANA, com o objetivo de ampliar e melhorar a capacidade do nosso Estado para enfrentar um já esperado aumento na demanda de leitos de UTI, que precisarão estar equipados com ventiladores pulmonares e seus acessórios (monitores multiparâmetro com capinografia, carro de emergência hospitalar, camas hospitalares), como única forma de possibilitar a respiração assistida e conter o número de óbitos”, diz o texto de divulgação do Movimento, que você lê na íntegra no final da matéria.

Primeiros resultados - E o Movimento começa a colher importantes resultados. Nesta terça-feira, 31, já foi feita a primeira compra de equipamentos, com entrega prevista nos próximos 5 dias. “Pedimos à Sesau uma orientação sobre quais os equipamentos são mais necessários nessa ocasião. Então criamos este movimento para unir forças mesmo, a iniciativa privada, o poder público e toda a sociedade. Precisamos ampliar leitos, e adquirir equipamentos para suportar esse aumento da demanda”, disse a advogada Andréa Lyra Maranhão, porta-voz do movimento.

Hospital de Campanha – a aquisição dos equipamentos é apenas a primeira fase da campanha. A segunda será ajudar o governo na montagem de um hospital de campanha. “Concluída a compra dos equipamentos, estamos nos organizando para um segunda fase, que é ajudar o governo do estado na montagem de um hospital de campanha. O foco é apoiar a montagem dessa estrutura com a ajuda de todos”, ressalta Andrea Maranhão. Nesse segunda-feira, o governador Renan Filho anunciou que irá transformar o Ginásio do Sesi e o Centro de Convençõesem hospitais de campanha.

Como ajudar?
Para ser solidário não precisa muito. Os organizadores ressaltam que “todo valor é bem vindo”. A colaboração deve ser enviada na conta bancária abaixo:


Banco do Brasil
Agência: 1523-7
Conta Popuçança: 238.613-5

Operação 51
Titular: Inst. Diva Doação
CNPJ: 12.955.134/0001-45

Informações como comprovante de depósito, nome e CPF dos colaboradores devem ser enviados ao email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. , para fins de emissão de recibos.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree