-->

Instabilidade de solo: secretário nacional visita áreas afetadas

13 Julho 2020
O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas, realizou, nesta segunda-feira (13), uma visita técnica nos bairros afetados pela instabilidade de solo provocada pela atividade de mineração, segundo
relatório do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Com o coordenador-geral da Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos, o secretário acompanhou de perto a evolução do...
Em visita técnica, secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil percorre bairros afetados pela subsidência. Foto: Ascom Defesa Civil

O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas, realizou, nesta segunda-feira (13), uma visita técnica nos bairros afetados pela instabilidade de solo provocada pela atividade de mineração, segundo relatório do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Com o coordenador-geral da Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos, o secretário acompanhou de perto a evolução do processo de subsidência que afeta os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto.

Segundo Dinário Lemos, a vinda do secretário Nacional fortalece as ações desenvolvidas em Maceió, uma vez que recentemente o Estado de Calamidade Pública nos bairros afetados pela subsidência foi novamente reconhecido pela Defesa Civil Nacional. “Nós temos o suporte técnico da Defesa Civil Nacional na gestão do maior desastre em atividade no Brasil. Eles participaram da construção da atualização do Mapa de Setorização de Danos e fazem parte da Junta Técnica avaliando os processos de evolução de fissuras e rachaduras nas edificações”, destacou.

A Defesa Civil Nacional tem participação nas ações que envolvem os bairros afetados: participou das discussões que levaram a atualização do Mapa de Setorização de Danos e de Linhas de Ações Prioritárias; faz parte da Junta Técnica; e dá suporte a Defesa Civil de Maceió no maior desastre em atividade no Brasil.

Além disso, a Defesa Civil Nacional está em análise do pedido da Prefeitura de Maceió de solicitação de recursos ao Governo Federal para que seja ofertada à população com recomendação de realocação ajuda de custo, por meio da concessão de Ajuda Humanitária. A medida se fez necessário uma vez que não há resposta, até o momento, sobre o possível atendimento das novas áreas de realocação pelo Termo de Acordo da Desocupação para as Áreas de Risco.

Na vinda a Maceió, Alexandre Lucas percorreu os bairros afetados pela subsidência, conhecendo a atual realidade do Mutange, Bebedouro, Pinheiro e Bom Parto, já que esteve na capital alagoano em outras oportunidades para discutir ações voltadas as ações da Defesa Civil Nacional na região.

Ainda na tarde desta segunda-feira, o secretário nacional e o coordenador da Defesa Civil de Maceió acompanham a agenda do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, na capital.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree