-->

Contato reduzido: 1ª Vara de Penedo realiza audiência com sala passiva

04 Agosto 2020
A 1ª Vara de Penedo realizou a primeira audiência do Judiciário de Alagoas com o uso da chamada sala passiva. Com a técnica, um cidadão pode ser ouvido em um
Fórum, sem precisar possuir equipamentos ou internet própria, mas evitando contatos físicos. O juiz Anderson Passos, titular da unidade, conduziu a sessão, nesta terça-feira (4)....
Dicom TJ-AL

Primeira audiência da Justiça de Alagoas com uso de sala passiva transcorreu normalmente.

A 1ª Vara de Penedo realizou a primeira audiência do Judiciário de Alagoas com o uso da chamada sala passiva. Com a técnica, um cidadão pode ser ouvido em um Fórum, sem precisar possuir equipamentos ou internet própria, mas evitando contatos físicos. O juiz Anderson Passos, titular da unidade, conduziu a sessão, nesta terça-feira (4).

Na ocasião, foram ouvidos um menor de idade acusado de lesão corporal, e a mãe do adolescente. Ambos foram recebidos no Fórum de Penedo e encaminhados para uma sala onde permaneceram sozinhos, acompanhando a audiência pela tela de um computador. Um servidor da unidade também estava Fórum, auxiliando, mas em outra sala.

Representantes da Defensoria Pública e Ministério Público, assim como o juiz, participaram de suas casas. “As pessoas às vezes não têm equipamentos eletrônicos, internet, ou não sabem utilizar, então é justamente para essas situações excepcionais que serve a sala passiva”, explica Anderson Passos.

“Conseguimos realizar esse ato processual muito importante, já que uma apuração de ato infracional precisa de velocidade, e esse sistema mostrou-se um passo importante para que nós possamos dar andamento aos processos nesse momento de pandemia”.

O caso

O ato trata-se de uma audiência de apresentação, na qual foram ouvidos um adolescente de 15 anos de idade e sua mãe. O jovem é acusado de ato infracional por ter agredido um idoso na cabeça, com um pedaço de pau. O fato ocorreu em Penedo, no dia 20 de julho.

No depoimento, o menor afirmou que jogava bola na frente da casa do idoso. Não negou a agressão, mas disse que teria sido agredido primeiro e agido em legítima defesa.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree