-->

Samu AL registra em julho queda de 34% nos atendimentos a pacientes de Covi-19

12 Agosto 2020
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Alagoas registrou, no mês passado, uma redução de 34,52% nos atendimentos a pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19, quando comparado
ao mês anterior. Isso porque, enquanto em junho foram registrados 1.315 chamados, em julho o número caiu para 861 ocorrências, o que representa 454 notificações...
João Vitor Barroso

Socorristas do Samu Alagoas atuam com todos os EPIs necessários durante atendimento a pacientes da Covid-19

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Alagoas registrou, no mês passado, uma redução de 34,52% nos atendimentos a pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19, quando comparado ao mês anterior. Isso porque, enquanto em junho foram registrados 1.315 chamados, em julho o número caiu para 861 ocorrências, o que representa 454 notificações a menos.

O balanço mensal foi divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) nesta quarta-feira (12) e revela, ainda, que entre março e julho, o Samu prestou assistência a 3.731 pacientes de Covid-19. Os chamados foram feitos pelo telefone 192 e recebidos pelas duas Centrais de Regulação, localizadas em Maceió e Arapiraca.

Para Josileide Costa, supervisora do Samu Alagoas, a diminuição de ocorrências feitas pelo Samu comprova que o Governo do Estado tem atuado de maneira eficiente nas ações de combate ao novo coronavírus. “A estruturação feita pela Sesau, durante a pandemia da Covid-19, garantiu um atendimento de qualidade aos alagoanos que buscaram os serviços públicos de saúde. Os hospitais inaugurados garantiram um trabalho mais efetivo do Samu, assegurando a existência de vagas para os pacientes transportados por nossos socorristas”, destacou.

Dados 2020

As Centrais de Regulação liberaram as ambulâncias, motolâncias e o Samu Aeromédico para um total de 32.971 ocorrências entre os meses de janeiro e julho. Desse total, foram 3.731 ocorrências atendidas pelos socorristas para os casos de Covid-19, o que representa 11,31% de todos os atendimentos feitos nos primeiros sete meses deste ano.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree