-->

Amapá mantém 2ª maior taxa de desemprego do país e 66 mil seguem sem trabalho

19 Novembro 2019

No 3º trimestre de 2019, o estado apresentou 16,7% da população ativa fora do mercado. Empregos com carteira dividem espaço no Amapá com trabalhadores por conta própria Valdecir Galor/SMCS O
Amapá fechou o 3º semestre (julho-agosto-setembro) de 2019 em situação estável em relação à taxa de desemprego, que foi menor que o período anterior, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O percentual da população em idade de trabalhar fora do mercado de trabalho ficou em 16,7%, a 2ª maior do país, atrás apenas da Bahia (16,8%). Atualmente são 66 mil desempregados no Amapá. Os números integram a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD). A taxa nacional de desemprego ficou em 11,8% e 25 dos 27 estados ficaram em situação estável, segundo o IBGE. Apesar da "estabilidade", o Amapá variou menos de 0.2 ponto percentual em relação ao 2º trimestre, mas quando comparado ao 3º trimestre do ano passado, a redução é de 6,6% na quantidade de pessoas fora do mercado de trabalho. Entre os fatores que contribuíram, está a fatia da população do estado que trabalha por conta própria, a maior do país: 36,7%, ou seja, 1 a cada 3 trabalhadores no Amapá é autônomo. O indicador é bem superior à taxa nacional, fixada em 26%. SP é único estado com queda do desemprego no 3º trimestre, segundo o IBGE Divulgação Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 322 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree