-->

Torcida do Flamengo lota orla de Macapá em festa do título da Libertadores

23 Novembro 2019

População acompanhou jogo em telão na Praça do Coco neste sábado (23). Torcedores do Flamengo durante transmissão da final da Libertadores na Praça do Coco, em Macapá Victor Vidigal/G1 A
Praça do Coco ficou pequena neste sábado (23) para a torcida do Flamengo acompanhar a final da Copa Libertadores da América, na orla de Macapá. Por meio de um telão instalado pela prefeitura da capital, a população viu cada lance da vitória de 2x1 do clube carioca. Antes do jogo, a confiança era forte por parte da torcida. Cerca de 4 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, lotavam a Rua Azarias da Costa Neto, em frente a praça. FOTOS: torcida do Flamengo faz a festa com o título da Libertadores Homens, mulheres e crianças dividiam espaço na esperança de ver o título histórico. Exemplo do Rodrigo Gomes, de 19 anos, que levou até o cavalinho do Programa Fantástico, do Grupo Globo, para dar sorte ao Rubro-Negro. "Trouxe aqui o cavalinho para dar sorte ao 'mengão', hoje é um dia histórico e acredito muito na vitória", falou o vendedor antes da partida. Rodrigo Gomes junto com cavalinho do programa Fantástico Victor Vidigal/G1 Quem aproveitou o evento foi o comerciante Maique Tunari, de 34 anos. Vendendo pipocas, ele aprovou a ideia da festa e disse que pretende aumentar a renda do mês com o dinheiro obtido. "O movimento está bom. Não estava planejando esse evento, mas veio em uma boa hora para juntar um dinheiro maior esse mês", disse o autônomo. Com a bola rolando, a animação diminui com o primeiro gol sendo do River Plate, da Argentina. O semblante de quem assistia ao jogo passou de alegre para apreensivo. Isso até os últimos minutos da disputa, quando o time brasileiro conseguiu reverter o placar. Após o apito final, as ruas da orla foram tomadas pela alegria dos torcedores celebrando o título que não era conquistado há 38 anos. O Marcos Oliveira, de 39 anos, não segurou a emoção e foi às lágrimas com a festa. "Não tinha nem nascido na época do primeiro título [em 1981] agora estou sentindo a emoção que é ser campeão da Libertadores. É um sentimento único. Mengão sempre", desabafou o empreendedor. Marcos Oliveira celebra título do Flamengo Victor Vidigal/G1 Torcedor acende sinalizador durante festa do título do Flamengo Victor Vidigal/G1 Torcedores atentos assistindo final da Libertadores Victor Vidigal/G1 Réplica do troféu da Libertadores feita por torcedores Victor Vidigal/G1 Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree