-->

Bebida símbolo do marabaixo, gengibirra vira patrimônio cultural imaterial do Amapá

06 Dezembro 2019

Lei foi sancionada na quinta-feira (5), na programação do Mês da Consciência Negra. Copos com gengibirra durante festa de marabaixo no Amapá Gabriel Penha/Arquivo G1 Feita para ser o
"combustível" dos festeiros nas rodas de batuque e marabaixo, onde é servida gratuitamente, a bebida conhecida como gengibirra foi reconhecida em lei, na quinta-feira (5), como patrimônio cultural imaterial do Amapá. A bebida feita à base de gengibre, açúcar e cachaça, tem íntima relação com a cultura negra, através do marabaixo, que foi declarada patrimônio imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Dançarinas tradicionais durante apresentação de marabaixo John Pacheco/G1 Laura Ramos, integrante do grupo Raimundo Ladislau, explica que no início a gengibirra era usada pelos puxadores de ladrões (como é chamada as canções de marabaixo) para manter a voz durante horas de festejo. "Antigamente, quem fazia o marabaixo não tinha sonorização, com caixas e microfone. A gengibirra era o unguento para a garganta. Os festeiros faziam, deixavam fermentar e adoçavam com mel de abelha. E, assim, a voz dos antigos aguentava o ritmo dos festejos”, explicou Laura. Mulheres produzem gengibirra para ser consumida nas festas de marabaixo Gabriel Penha/Arquivo G1 A lei foi sancionada pelo governador Waldez Góes e fez parte da programação do Mês da Consciência Negra, em Macapá. A autoria da matéria foi da deputada estadual Cristina Almeida (PSB). Na quarta-feira (4) foi discutida a realização do 1º Festival de Gengibirra no estado. Ainda sem data definida, o evento busca reunir produtores da bebida com os setores políticos e empresariais, dos segmentos da gastronomia, artesanato e cultura. Gengibirra sendo servida durante programações Gabriel Penha/GEA Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 1992 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree