-->

'A Banda' sai nas ruas de Macapá nesta terça-feira: saiba tudo sobre o maior bloco de rua do AP

25 Fevereiro 2020

Festa reunir cerca de 220 mil pessoas ao longo de todo o percurso, realizado no Centro. Maior bloco de rua do Amapá, A Banda, sai às ruas de Macapá
na terça-feira de Carnaval Marcelo Loureiro/GEA/Divulgação O maior bloco de rua do Amapá, “A Banda”, realizado há 55 anos, sai nesta terça-feira (25) pelas ruas do Centro de Macapá. A programação começa ainda pela manhã, com ação social, e segue até a noite com o desfile. A expectativa é receber cerca de 220 mil pessoas ao longo do dia e, por isso, os órgãos públicos se mobilizaram para atender melhor os brincantes. A ação social é realizada em conjunto com o Sesi Senai, e oferece serviços como atendimento médico, aferição de pressão arterial, testes rápidos, ergonomia, massoterapia, teste de glicemia. Quem procurar o serviço também poderá ter acesso a preservativos e kit ressaca, tudo gratuitamente. Programação acontece pela manhã na sede do bloco "A Banda", no Centro de Macapá Ugor Feio/G1 Organizada pela 3ª vez, a programação acontece das 8h às 12h30, na sede da Associação de Brincantes e Simpatizantes do Bloco de Sujos - A Banda, localizada na Av. Ernestino Borges, nº 257, Centro. Conheça a história do bloco 'A Banda' Veja fotos d'A Banda em 2019 Com cerca de 7,5 quilômetros de percurso, a previsão da organização é que o bloco saia pelas ruas a partir das 13h30, da Praça Veiga Cabral até a Praça Barão do Rio Branco. A participação é gratuita. Em 2019, cerca de 200 mil participaram do carnaval. A previsão é que a festa dure em torno de 8h. Percurso Concentração na Praça Veiga Cabral; Av. Presidente Vargas; R. Cândido Mendes; Av. Henrique Galúcio; R. Tiradentes; Av. Feliciano Coelho; R. Leopoldo Machado; Av. Ernestino Borges; R. São José; Chegada na Praça Barão do Rio Branco. Ônibus Até a última atualização desta reportagem, a Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) não divulgou se haverá interdição de outros trechos além do percurso do bloco e nem sobre como os ônibus se organizam para atender o público. Pontos de apoio Foram planejados pelo menos 18 pontos com banheiros químicos ao longo do percurso do Bloco ' A Banda', em Macapá Ugor Feio/G1 Foram planejados pelo menos 18 pontos com banheiros químicos femininos e masculinos. Em 2019, foliões foram flagrados fazendo xixi nas ruas ao longo do percurso e ainda em terrenos abertos. Um péssimo exemplo, principalmente porque não haviam filas em banheiros químicos instalados próximo de onde os mijões estavam. Policiamento A Segurança Pública se organizou para acompanhar a programação. Foram escalados 450 policiais militares; o Grupo Tático Aéreo (GTA) também fará sobrevoos nos locais. O esquema segurança conta ainda com 500 agentes do Corpo de Bombeiros e 170 policiais civis. Foliões dão dicas para evitar perrengues no carnaval Coletivos femininos dão dicas de como se proteger de assédio no carnaval Novidades Banda ganha 5 bonecos novos: Alice Gorda (acima, à esq.), Léo Platon (acima, à dir.), Amujacy Borges de Alencar (abaixo, à esq.), Mestre Sacaca (abaixo, à dir.) e professor Munhoz Divulgação/A Banda Este ano 5 novos bonecos vão passear ao longo do percurso do bloco, junto aos outros 5 tradicionais já existentes e que homenageiam personalidades relacionadas ao bloco. Conheça: Amujacy Borges de Alencar, um dos fundadores da Banda (boneco novo); Léo Platon, engenheiro com importantes projetos construídos no Amapá (boneco novo); Professor Antônio Munhoz, que se dedicou quase 60 anos à educação, poesia, música e história do Amapá (boneco novo); Alice Gorda, eleita Rainha Momo do carnaval (boneco novo); Mestre Sacaca, eleito Rei Momo do carnaval por muito tempo e especialista em produzir medicamentos com frutos da Amazônia (boneco novo); Chicona, enfermeira conhecida na década de 1960; Ari, uma condecoração após a morte de um dos conselheiros d'A Banda, Arimatéia; Iracema, primeira dama do Território Federal do Amapá, Iracema Nunes, esposa de Janary Gentil Nunes, amigos dos fundadores do bloco; Wanderlei, condecoração a um dos integrantes d'A Banda (antes o boneco era batizado de Anhanguera); Cutião, dedicado ao "bonequeiro" que montou a primeira boneca d'A Banda e faleceu. As estruturas dos novos bonecos foram fabricadas em Parintins, município do Amazonas. Bonecos gigantes fazem a alegria dos foliões no Carnaval, como já é tradição no bloco 'A Banda' Ugor Feio/G1 Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree