-->

Sem 'dono', estrutura na orla do Rio Amazonas segue destruída pela erosão e gerando riscos

26 Fevereiro 2020

Local engloba os bairros Perpétuo Socorro e Cidade Nova. Governo e prefeitura apontam responsabilidade um ao outro e não deram previsão para revitalização. Orla da Zona Leste de Macapá
sofre com a força do Rio Amazonas Victor Vidigal/G1 Pensado para ser um local de lazer, de prática de exercícios e relaxamento, a orla dos bairros Perpétuo Socorro e Cidade Nova, na Zona Leste de Macapá, não vem cumprindo a função. Quem visita o espaço, se depara com a erosão do muro de arrimo e do calçadão, lixo e a insegurança. Em nota, a Secretaria Municipal de Obras (Semob) explicou que a responsabilidade da obra de reparo do muro de arrimo é do governo estadual, em função de ser um trabalho que necessita de macro-drenagem. "A prefeitura de Macapá tem feito pequenos reparos na orla do Araxá, o que não é o caso da orla do Perpétuo Socorro e Cidade Nova, que necessita de serviços mais amplos de drenagem e reconstrução do muro de contenção", informou a Semob. Banco na orla da Zona Leste perto de desabar Victor Vidigal/G1 À Rede Amazônica, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) contrapôs e apontou que a prefeitura é quem deve executar os serviços. Ainda completou que o governo estadual "não tem condições" de gerir a revitalização do espaço, que deve custar cerca de R$ 25 milhões. Sem uma definição sobre a obra, o tempo vai passando, e a estrutura da orla se deteriora ainda mais com os riscos de acidentes aumentando. O problema é registrado pelo G1 pelo menos desde 2014. Em 2016, a Seinf chegou a divulgar que faria revitalização da estrutura. Em 2019, a mesma secretaria reforçou que existem projetos de reforma de toda a orla da capital, entretanto, os serviços esbarravam na falta de recursos para sua execução. O vigilante José Carlos Silva, de 52 anos, mora desde que nasceu no bairro e relata os perigos enfrentados pela comunidade. "De dia aqui dá para andar, mas de noite aqui é bandido, é escuridão... difícil alguém passar de noite aqui. Já teve conhecido que já caiu nesses buracos, quebrou o braço. Um local que poderia estar servindo de lazer está abandonado e servindo para a bandidagem", lamentou Silva. Estrutura na orla da Zona Leste de Macapá gera riscos Victor Vidigal/G1 Somado a esses problemas, o descarte de lixo prejudica ainda mais a situação. Para o morador José Picanço, de 62 anos, falta mais carinho com o bairro que ele considera um dos mais tradicionais da capital. "Acho que as autoridades deveriam dar um valor maior para o bairro, principalmente porque é um bairro de tradição, um dos mais antigos da cidade, e hoje a gente vê um abandono. Está um caos o Perpétuo Socorro", ressaltou o morador. Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree