-->

Com caldo de carne de graça, bloco anima e cura a ressaca de carnaval em Macapá

26 Fevereiro 2020

'Formigueiro Raiz' segue até às 14h desta Quarta-feira de Cinzas (26) no Largo dos Inocentes, no Centro de Macapá. Guarda municipal Lacerda Soares aprovou o caldo de carne servido Victor
Vidigal/G1 A Quarta-Feira de Cinzas (26) ainda é de carnaval para mais de 100 foliões que já passaram pelo bloco "Formigueiro Raiz", no Centro de Macapá. Essa é a primeira vez que o evento recebe esse nome. Anteriormente, ele era conhecido como "Afoxé do Formigueiro" e tem como tradição servir caldo de carne para "cura" da ressaca. A festa segue no Largo dos Inocentes, atrás da Igreja de São José, até às 14h com três atrações musicais. Foram quase 1,5 mil litro de caldo produzido para ser servido à comunidade. O guarda municipal Lacerda Soares, de 45 anos, foi um dos que não perderam a festa. Segundo ele, o evento já faz parte do calendário carnavalesco amapaense e faz questão de participar todo ano, experimentar a iguaria e reforçar as energias para o resto do dia. "O caldo já é tradição. Eu venho para recarregar as energias e acompanhar o bloco em um clima sem briga e com bastante diversão. Faz mais de 10 anos que eu participo. Na Quarta-Feira de Cinzas já é certo eu vir aqui tomar o caldo", afirmou Soares. Caldo foi servido de forma gratuita à comunidade Victor Vidigal/G1 O evento acontece há 25 anos em Macapá. Ano passado, a festa não aconteceu o que deixou alguns brincantes órfãos da programação, como relatou o vigilante Gleidson Cardoso, de 37 anos. "A programação está de qualidade, como sempre. Pena que ano passado não teve o evento, a gente [eu e meus amigos] sentiu muita falta porque já somos acostumados vir toda Quarta-Feira de Cinzas para cá... Mas esse ano tá de parabéns. Tá sendo para tirar a ressaca da 'Banda'", contou Cardoso. Foliões reunidos no Largo dos Inocentes Victor Vidigal/G1 Esse ano, o bloco homenageia o jovem Ricardo Brito Oliveira, morto em 2018 após ser confundido com um assaltante por um policial à paisana, no bairro Jesus de Nazaré, na Zona Central de Macapá. De acordo com Eli Milhomem, coordenador do bloco, para dar mais segurança aos brincantes e não atrapalhar o trânsito, foi decidido que eles não há percurso pelas ruas. "Aqui é mais tranquilo, pelo menos não atrapalha o trânsito e todo mundo se sai bem e termina o carnaval brincando. Muita animação para já curar a ressaca e já beber de novo para emendar daqui para a festa do [Caldeirão do] Pavão", destacou o organizador. Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree