-->

Coronavírus: empresas reduzem e cancelam voos para o Amapá após baixa demanda

27 Março 2020

Segundo agências, estado vai reduzir de 7 voos diários para 4 voos semanais durante o mês. Guichês vazios da companhia aérea Azul que cancelou voos para abril no aeroporto
de Macapá Suzy Gonçalves/Arquivo Pessoal A partir deste sábado (28), as três maiores empresas aéreas do país iniciam uma série de ajustes nas viagens nacionais que vai reduzir em 91% a quantidade de voos até o fim de abril. O impacto é devido à pandemia do novo coronavírus, que reduziu a demanda e vai afetar todos os estados, incluindo o Amapá, que já sofre com os prejuízos do setor. De acordo com as agências de viagens do estado, que temem mais perdas, entre as empresas aéreas a baixa será de 7 voos diários para 4 voos semanais: a Azul suspendeu todas as viagens até maio; a Gol realizará apenas 1 voo por semana chegando e partindo de Macapá; e a Latam oferecerá 3 viagens semanais em dias intercalados. AP tem viagens de avião adiadas e canceladas como medidas de prevenção ao novo coronavírus Os problemas já acontecem antes mesmo do novo cronograma de viagem, pois segundo os empresários, vários voos previstos para o fim de março e todo o mês de abril foram cancelados sem justificativa, com remarcação para maio ou prazo indeterminado. “As pessoas que são doentes e fazem tratamento fora de domicílio, essas pessoas são prejudicadas diretamente. Não há nenhuma informação sobre qual procedimento a ser tomado. O que conseguimos foi reembolsar ou remarcar os passageiros”, declarou Antônio Brito, dono de agência de viagem. O G1 publicou reportagem nesta sexta-feira (27) onde mostra a dificuldade de passageiros em sair ou retornar do Amapá, que tem como porta de entrada o Aeroporto Internacional de Macapá. A família paulista formada pelo casal José Carlos de Moraes e Suzy Gonçalves e a filha Bruna Okada teve as viagens de volta, marcadas para quarta (25) e quinta-feira (26) canceladas e ainda não remarcadas. Sem dinheiro, eles buscam sair de Macapá. Suzy Gonçalves (em primeiro plano) junto com marido e filha ao fundo esperam voo para retornar à São Paulo Arquivo Pessoal A mesma situação, mas no itinerário contrário acontece com a jornalista Jéssica Rabelo, que está de férias em São Paulo e diz esperar há mais de uma semana por voos de volta à Macapá. Em contato com a empresa, o retorno à capital foi remarcado três vezes. "Desde sábado [21] que estou tentando retornar. Mas sempre a companhia remarca o voo e depois é cancelado, isso já aconteceu três vezes. A última previsão que eu tenho e de retornar no dia 31 de março, mas não é certo que eu consiga ir embora", detalhou. Confira a justificativa das empresas sobre a redução e cancelamento dos voos para o Amapá: Azul: Em nota, companhia informou que todos os voos para Macapá estão suspensos até 30 de abril devido ações de contenção à Covid-19. Passageiros com viagens domésticas podem fazer remarcar voos e pedir reembolso através dos canais digitais de atendimento. Gol: A empresa reduziu as viagens para Macapá em apenas um voo semanal de ida e volta para Brasília. Confira os horários: Macapá-Brasília - sextas-feiras, saída 01:50 e chegada 04:40 Brasília-Macapá - quintas-feiras, saída 22:35 e chegada 01:20 Latam: A orientação sobre atrasos e cancelamentos é procurar os canais digitais de atendimento. A empresa não divulgou os horários e dias de partidas e decolagens durante o mês de abril. Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree