-->

Artistas do AP usam redes sociais como palco para entreter internautas na quarentena

27 Março 2020

Transmissões ao vivo individual ou em formato de festival foram incluídas na rotina de artistas após recomendações de isolamento social no combate ao novo coronavírus. Do Amapá, cantor Jefferson
Costa leva entretenimento musical on-line para as noites de quarentena Jefferson Costa/Arquivo Pessoal Artistas amapaenses têm mostrado que é possível dar um show sem sair de casa. Com apenas um celular e conexão com a internet, os trabalhadores da arte podem entreter muitas pessoas em qualquer parte do mundo, durante o isolamento social, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de combate ao novo coronavírus. É que as ferramentes de transmissão de vídeos ao vivo, as "lives", nas redes sociais permitem que o artista se apresente em tempo real para milhares de pessoas ao mesmo tempo, permitindo que os internautas interajam e até mesmo ajudem com incentivos financeiros. Eles seguem uma tendência mundial. A era das lives: shows à distância indicam a cara da música pop durante a quarentena Um desses artistas é o cantor Jefferson Costa. Ele trabalha nas noites de Macapá há quase 4 anos e disse que nunca tirou férias para relaxar. Para ele, o momento é de reflexão para realinhar os projetos. Jefferson tem feito "lives" todos os dias, às 20h. "Tenho até conseguido dormir melhor. Descansado a gente pode até compor e pensar como agir nos projetos. A ideia de fazer lives todos os dias surgiu assim. É um lugar comum onde as pessoas podem interagir, conversar e curtir um bom som", explicou. O cantor falou que compartilha a transmissão com outros artistas e que muitos internautas agradecem a forma como ele leva entretenimento de forma gratuita. Sem poder trabalhar nos shows presenciais, Jefferson contou que está utilizando reservas financeiras para se manter nestes dias. Adaptar-se Cantora Sandra Lima durante uma apresentação Sandra Lima/Arquivo Pessoal Tem artista que, fazendo transmissão ao vivo pela internet, disponibilizou uma alternativa para angariar recursos. Em uma das interações com os fãs, a cantora Sandra Lima foi aconselhada a criar uma "vaquinha" on-line, para receber incentivos financeiros de quem gosta do trabalho dela e quer ajudá-la. "É o momento certo para organizar o repertório. Uma das maiores dificuldades que eu senti no começo dessa quarentena foi a dificuldade de divulgar meu trabalho. Mas, com as apresentações ao vivo pela internet, isso mudou. Começou de forma descontraída e hoje já consegui maior audiência e R$ 250 em doações, o que ajuda nas despesas durante a semana", relatou. Initial plugin text A cantora disse que a experiência despertou nela a vontade de investir no digital. Ela prefere tocar Música Popular Brasileira (MPB) e pop rock, mas com quase duas horas de show pela internet, ela afirmou que precisa ser mais eclética. As apresentações on-line acontecem na sexta-feira e no sábado, a partir de 22h. Festival Pela web, artistas da Região Norte levam música e poesia para quem está de quarentena Muitos vêem o momento da pandemia com outros olhos. O produtor Josimar Barros promove o festival online "#FicaDiBubuia", em que reuniu cerca de 60 artistas da Região Norte, em que se apresentam gratuitamente pela internet. Barros cita que o evento busca conscientizar as pessoas em um momento de crise, para mostrar que a sociedade tem sido muito "consumista e individualista". "Nossa maior preocupação é que as pessoas fiquem em casa, principalmente à noite. Esse movimento veio de forma altruísta para ajudar a combater a pandemia e mostrar que dias melhores virão, se todo mundo se ajudar. Queremos passar boas energias", contou. O produtor disse que a ideia era reunir apenas artistas da produtora em dois dias de evento, mas a ideia contagiou outros colegas e aumentou tanto o número de convidados quanto o número de dias do projeto. O festival acontece até domingo (29), a partir das 17h até as 22h. Festival on-line '#FicaDiBubuia' reúne canções, leituras e poesia Instagram/Reprodução Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree