-->

AP tem 5ª maior taxa de incidência do coronavírus do país; Ministério aponta emergência

09 Abril 2020

Dados são do Ministério da Saúde, que orienta que unidades federativas tenham ‘extremo cuidado’ e que gestores ampliem rede de assistência. Vista aérea de Macapá, capital do Amapá, que
concentra maior número de casos do novo coronavírus Rogério Lameira/Rede Amazônica Amapá é um dos estados onde taxa de incidência do novo coronavírus é considerada de emergência pelo Ministério da Saúde. O índice é o resultado do número total de casos dividido pela população local. Enquanto que a taxa do Brasil é de 7,5 casos a cada 100 mil habitantes, no Amapá esse índice é de 12,4. “Quando nós temos taxa 50% superior ao número nacional, nós consideramos esses locais de maior atenção. Estão entre esses locais Amazonas (19,1 casos a cada 100 mil habitantes), Distrito Federal (16,7), São Paulo (14,5), Ceará (14,1), Amapá (12,4), e Rio de Janeiro (11,2)”, declarou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. BOLETIM: AP tem 107 casos confirmados, 2 mortes e 646 pacientes em investigação AO VIVO: Veja as últimas notícias sobre o coronavírus no Amapá MAPA DO CORONAVÍRUS: Confira as cidades infectadas pelo país GUIA ILUSTRADO: Conheça mais sobre o Covid-19 Para realizar a taxa de coeficiente de incidência, o Ministério da Saúde considerou os dados informados pelos estados até as 14h de quarta-feira (8). No Amapá, eram 107 casos confirmados de Covid-19. O Brasil tem mais de 16 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus e superava as 820 mortes pela doença. Quando é avaliado o coeficiente de mortalidade, o Amapá sai do âmbito de emergência (0,2 casos a cada 100 mil habitantes); foram duas mortes confirmadas no estado até quarta-feira. O índice nacional era e 0,4; e a mais alta taxa do país estava em São Paulo (0,9), seguida do Amazonas (0,7). Tabela do Ministério da Saúde aponta coeficiência de incidência do novo coronavírus no Brasil Reprodução/Facebook Diante do balanço, Mandetta ressaltou a importância de seguir as recomendações de distanciamento social e orientou que gestores dos estados ampliem rede de assistência. “Com esses locais, extremo cuidado. Gestores, repactuem suas redes, ampliem seus leitos, administrem seus recursos humanos, otimizem os seus EPIs [equipamentos de proteção individual]. População, colabore! O vírus adora contato […], é disso que ele se nutre para se multiplicar. Alguns [estados] são sistemas de saúde frágeis para enfrentar isso num curto espaço de tempo”, enfatizou o ministro. Governador Waldez Góes destaca ações para conter avanço do novo coronavírus no Amapá Em entrevista ao JAP2, o governador Waldez Góes lembrou da criação do Centro de Atendimento Intensivo Covid-19, aberto na sexta-feira (3). No local estão previstos o funcionamento de 26 leitos de UTI; 4 deles estavam sendo usados até a quarta-feira à noite por pacientes graves. O governador do Amapá também informou que deve criar mais um centro de atendimento “na próxima semana”, com 3 leitos de UTI e 56 leitos clínicos (não foi informado em que unidade de saúde), e ainda que “trabalha na perspectiva de um terceiro centro ou hospital de campanha”. As unidades de saúde, principalmente de Oiapoque e Laranjal do Jari, também receberam EPIs, segundo Góes, e que foram intensificadas as avaliações das amostras de pacientes suspeitos, tanto no Laboratório Central (Lacen) do estado, quanto no laboratório particular contratado pelo governo e ainda no Instituto Evandro Chagas, em Belém. Mais de 50 casos confirmados foram identificados entre a terça-feira e a quarta-feira. “É importante que a gente intensifique não só as coletas de amostras de suspeitos mas também o processamento desses exames, o que está acontecendo. Acontecendo, nós vamos poder definir com mais clareza, com mais inteligência a estratégia tanto da vigilância em saúde quanto da assistência em saúde que é a retaguarda na rede hospitalar”, afirmou o governador. Ele também acrescentou que na quarta-feira repassou R$ 4,6 milhões do fundo estadual para as 16 prefeituras; e que R$ 7,4 milhões, da bancada federal, serão repassados no fim do mês para os 14 menores municípios (ou seja, Macapá e Santana não receberão os recursos federais). Prefeito de Macapá, Clécio Luis, fala de medidas para conter avanço do novo coronavírus A capital concentra o maior número de infectados pelo novo coronavírus e, assim como o Estado, também possui decretos para restringir o fluxo de pessoas nas ruas como prevenção do Covid-19. Sobre a alta taxa de coeficiente de incidência, influenciada pelos casos de Macapá, o prefeito Clécio Luis Vieira se mostrou preocupado. “É uma situação grave. As pessoas têm que ter consciência disso, fazer cada um a sua parte, o seu papel; e deixar também com que as autoridades façam o seu trabalho […] para que a gente saia mais rápido possível, da melhor maneira possível, com menos perdas possíveis dessa epidemia”, citou. Vieira afirmou que, se casos confirmados continuarem subindo drasticamente, ele deve adotar medidas mais restritivas. “Se for necessário, vamos tomar outras medidas mais enérgicas porque nos cabe esse papel nesse momento. É o papel que ninguém gostaria de fazer, nem de passar por essa situação, mas temos que enfrentar, e enfrentar com muita responsabilidade e o espírito colaborativo, solidário, porque não é justo quem está em confinamento receber todo o reflexo na sua família, colegas de trabalho, no seu negócio, por aqueles que não estão cumprindo o isolamento, nem o distanciamento”, disse. Cuidados Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infografia/G1 Initial plugin text Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree