-->

Procurado por matar estudante é preso no Maranhão

05 Junho 2020
Heloísa não queria se relacionar com Sabóia e, por isso, pode ter sido morta. ─ Imagem: Reprodução

Michael Sabóia de Souza, de 19 anos, foi preso nesta sexta-feira (5), no Estado

do Maranhão. Ele é o principal suspeito de matar a estudante de técnico em enfermagem, Heloísa Medeiros da Silva, de 17 anos, encontrada morta no dia 15 de dezembro de 2019.

A polícia do Maranhão ajudou a equipe da Delegacia de Homicídios de Manaus assim que os investigadores tiveram a informação sobre o paradeiro dele. Michael fugiu para o estado nordestino logo após o crime. O tio de Heloísa, Fábio Medeiros confirmou a informação e demonstrou alívio ao falar sobre a prisão de Michael.

“Soubemos que ele foi preso no Maranhão e estamos muito felizes por isso. Finalmente, ele vai pagar pela crueldade que cometeu”, contou.

Michael Sabóia era procurado pela Polícia Civil desde o dia do crime. Ele foi a última pessoa com quem Heloísa foi vista com vida, após saírem de uma festa no bairro Nossa Senhora Das Graças, na Zona Centro-Sul de Manaus, na madrugada do dia 13 de dezembro de 2019.

Amigas da vítima, durante o velório, relataram que o homem manipulava a adolescente. A suspeita é que a jovem não dava espaço para Sabóia e, mesmo assim, ele tentava controlá-la.

O Inquérito Policial (IP) do caso foi remetido à Justiça no dia 20 de fevereiro com a autoria de Michael definida. Ele deverá ser recambiado à Manaus, onde irá responder pelo crime.

Relembre o caso

O corpo da vítima foi encontrado na madrugada do dia 15 de dezembro em um casarão na rua Miranda Leão, no bairro Centro, seminu e com sinais de estrangulamento e indícios de tortura: a adolescente teve as unhas arrancadas e os cabelos cortados.

FONTE: EM TEMPO

Comentarios

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree