-->

Licitação para construção da Ponte Salvador-Itaparica é concluída

24 Janeiro 2020

A licitação do consórcio que vai construir a Ponte Salvador-Itaparica foi homologada no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (24). O próximo passo é a assinatura do entre o Governo do

Estado, através da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), previsto para março. Depois disso, o consórcio terá um ano para elaborar o projeto e outros quatro para executar.

A gestão e administração da ponte terá duração de 30 anos. O investimento será de R$ 5,4 bilhões e o aporte do estado será de R$ 1,5 bilhão. Com a obra, a previsão é que sejam gerados sete mil empregos durante a construção do equipamento. “A ponte não é apenas um vetor de ligação entre Salvador e Itaparica, mas está sendo considerada como um vetor de desenvolvimento para o estado da Bahia”, afirma Marcus Cavalcanti, secretário de Infraestrutura.

Ela terá 12,3 km de extensão e está inclusa no Sistema Viário do Oeste, que também contempla a implantação dos acessos ao equipamento em Salvador.

Na capital, esses acessos serão por túneis e viadutos, e em Vera Cruz, com a ligação à BA-001, junto com uma nova rodovia expressa. Haverá ainda uma interligação com a Ponte do Funil, que também será revitalizada.

Segundo o governo, a construção da ponte encurtará o tempo de deslocamento em cerca de 100 quilômetros, beneficiando de imediato 250 municípios e 10 milhões de pessoas das regiões oeste, sudoeste, sul e extremo Sul.

O consórcio Ponte Salvador Itaparica é formado pelas empresas China Railway 20 Bureau Group Corporation – CR20; CCCC South America Regional Company S.Á.R.L – CCCC SOUTH AMERICA e China Communications Construction Company Limited – CCCCLTD.

Leilão
O consórcio venceu o leilão que foi realizado em dezembro do ano passado. A comissão de licitação, integrada por representantes das secretarias de Infraestrutura (Seinfra), de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e Casa Civil, recebeu o material que foi analisado pela B3, empresa especializada no mercado financeiro. Na ocasião, foram avaliadas as garantias das propostas, as propostas econômicas escritas e os documentos de qualificação.

A licitação foi acompanhada pelo governador Rui Costa, pelo vice-governador João Leão e pelos secretários de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti e da Casa Civil, Bruno Dauster.

Ação na Justiça
Mas nem tudo é festa em Itaparica por conta da construção da ponte. Dois dias antes do leilão, a Defensoria Pública da Bahia entrou com ação civil pública contra o Estado da Bahia por suposto abuso de poder e pediu que o leilão fosse suspenso.

A ação, que tramita Vara dos Feitos de Relações de Consumo, Cível e Comercial de Itaparica, ainda não teve decisão. A Defensoria entrou com a ação após ser provocada por moradores de Itaparica, que se queixam de não terem sido ouvidos sobre a construção da ponte.

Presidente da União de Moradores de Bom Despacho (distrito de Itaparica) e conselheiro do Conselho Municipal das Cidades de Itaparica, Cledson de Oliveira Cruz diz não ser contra a obra da ponte, mas que seja respeitado o direito de as pessoas serem ouvidas e informadas sobre os impactos que a obra causará na região.

“De cerca de 65 mil moradores que há na região, vai para mais de 300 mil com a construção dessa ponte, então ocorrerão grandes mudanças. Tem que ouvir as marisqueiras, pescadores, pessoas que moram em área de vegetação nativa”, falou.


Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 7713 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree