-->

Nordeste de Amaralina: ameaça de facção leva a reforço em delegacia e posto da PM

25 Fevereiro 2020
Foto: Bruno Wendel/CORREIO

O alerta foi disparado. Era por volta das 13h desta segunda-feira (24) quando o delegado Deraldo Damasceno usou o CQ15 – um pedido de socorro empregado pela corporação quando

há ameaça à vida de policiais. Na hora, cerca de 50 homens armados pretendiam invadir e pôr fogo na 28ª Delegacia (Nordeste de Amaralina) e no posto da Polícia Militar montado no final de linha do Nordeste especificamente para o Carnaval no bairro. Os bandidos seriam traficantes do Comando da Paz (CP), facção que atua no Complexo do Nordeste de Amaralina.

Em instantes, com a chegada do reforço da PM – 23 viaturas e um helicóptero do Grupamento Aéreo –, os bandidos recuaram. O motivo para o ataque foi a morte de um homem durante um confronto com policiais militares na madrugada do mesmo dia no Complexo do Nordeste, região formada pelos bairros de Nordeste de Amaralina, Santa Cruz, Vale das Pedrinhas e Chapada do Rio Vermelho.

Procurada, a PM disse que o assunto é tratado com a Polícia Civil. Por sua vez, a PC informou, via nota, que “equipes da COE foram ao local, após informações de movimentação suspeita próxima da 28a Delegacia do Nordeste de Amaralina. Nenhuma anormalidade foi encontrada no local. A Polícia Civil apura a veracidade da informação”.

Ataque
Na manhã desta terça-feira (25), o delegado Deraldo Damasceno, titular da 28ª DP, contou ao CORREIO que na segunda, por volta das 13h, estava na unidade quando foi chamado por um agente que estranhou a movimentação no entorno da delegacia. “Eram homens posicionados em becos e vielas planejando como invadir a delegacia. Constatamos que eram uns 50 homens armados de pistolas, alguns, provavelmente com fuzis”, contou o delegado.

Dado o alerta, o reforço não demorou. “Cerca de cinco minutos, chegaram logo as viaturas da 40ª Companhia Independente (Nordeste de Amaralina) e se posicionaram em frente à delegacia e logo depois outras unidades foram chegando”, relatou o delegado. Ao todo, foram 23 equipes da PM, incluindo unidades das Rondas Especiais (Rondesp) e de outras companhias. “Com todo o efetivo, os bandidos desistiram”, complementou Deraldo.

O Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil foi acionado para reforçar à noite a segurança da delegacia – por uma questão de segurança, não será revelado o efetivo da unidade. O COE continuará com equipes de prontidão na noite desta terça-feira. “A segurança seguirá reforçada nessa madrugada, apesar da situação estar no controle”, disse o Deraldo.

Além da 24ªDP, os criminosos pretendiam atacar o posto da PM no final de linha do Nordeste montado para o Carnaval no bairro, a cerca de 800 metros da delegacia. O CORREIO conversou com alguns PMs do posto. “A orientação é o reforço do policiamento aqui para garantir a preservação da estrutura do posto. Além disso, qualquer incursão por estes dias deve ser feita com um número maior do que é de costume policiais”, disse um soldado.

Posto da PM montado para o Carnaval era também outro alvo dos traficantes (Foto:Bruno Wendel/CORREIO)

Vingança
Segundo o titular da 28ªDP, o Serviço de Inteligência da 40ª CIPM apurou que traficantes do CP pretendiam o atacar a delegacia e o posto da PM por que na madrugada desta segunda-feira a PM matou um dos integrantes da facção. “Houve um AR (auto de resistência) com o deles. A PM agiu para se defender. Por causa dessa morte, eles pretendiam se vingar. Eles são audaciosos. Atiram em PM, matam PM. Eles não têm medo de enfrentar a polícia, que por sua vez nunca baixará a cabeça”, disse Deraldo.

O CORREIO perguntou ao delegado sobre a identificação do homem morto no confronto com a PM. “Não tenho detalhes disso. Sei que um deles foi morto pela PM e queriam vingar. Os casos de AR não fico sabendo os detalhes por que tudo é apurado com a Corregedoria da PM”, finalizou o delegado. O CORREIO já entrou em contato com a PM, afim de obter detalhes sobre o auto de resistência, mas até agora nenhum posicionamento.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree