-->

Um quarteto fantástico morando num trio elétrico no meio do Carnaval de Salvador

26 Fevereiro 2020

As definições de melhor forma de viver o Carnaval de Salvador foram atualizadas com sucesso. Aliás, um sucesso meteórico, garantido ao estudante potiguar Lincoln Medeiros, 26 anos, grande vencedor da promoção

#MorarNoCarnavalSkol promovida às vésperas da festa.

O bilhete premiado veio com uma frase publicada nas redes sociais da Skol, que renderam ao fã de Claudia Leitte a hospedagem num motorhome disfarçado de trio elétrico bem no meio do Circuito Barra-Ondina.

Lincoln sarra num dos dois quartos com ar-condicionado e câmera de segurança que ele e os amigos ficaram (Foto: Divulgação/Skol)

Acha que não pode melhorar? Pois acho que melhora, e muito, quando eu contar que além de passagem, hospedagem, comida e bebida '0800', ainda deu pra trazer na ponga três amigos.

Os escolhidos foram o jornalista Anderson Lira, 28, o gerente Guto Maracajá, 35, e o supervisor Ricardo Fercondini, 25, que vivem no Rio Grande do Norte, mas de quem Lincoln se aproximou em outubro de 2018, por aqui mesmo, durante a Micareta Salvador.

Anderson, Ricardo, Guto e Lincoln de roupão, na varanda de 'casa', bem em frente ao Morro do Gato (Foto: Divulgação/Skol)

O elo para a amizade eterna, selada agora numa tatuagem com o desenho do trio-hotel, tem um nome: Claudia Leitte. Foi para vê-la que os quatro vieram àquela micareta. Mas neste Carnaval, o encontro foi diferente: ao invés da distância do palco, a presença ao vivo, com direito a beijos, abraços e selfies. “Quando a gente viu Claudinha, nos desesperamos”, relembra Anderson Lira, com lágrimas nos olhos.

Fãs de Claudinha, eles tiveram um momento exclusivo com a cantora, em camarote (Foto: Reprodução/Instagram)

É a pessoa mais iluminada que eu já conheci”, resume Lincoln, que há 12 anos acompanha “cada dia” da vida de sua estrela.

Casa de vidro
E não foi só Claudinha que foi estrela e fez a alegria do quarteto. Quase todos os artistas que passavam pelo trio-morada cumprimentavam os sortudos. “Márcio Victor perguntou se a gente tava morando aqui e se tinha lugar pra ele também”, relembra Guto.

O quarteto na varanda do trio-morada, no qual recebeu convidados famosos
O quarteto na varanda do trio-morada, no qual recebeu convidados famosos (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Vários artistas interagiram com os rapazes durante a passagem pelo Morro do Gato
Vários artistas interagiram com os rapazes durante a passagem pelo Morro do Gato (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Tatuagem dentro da cozinha exclusiva do trio, que foi confundida com o Quarto de Vidro do BBB
Tatuagem dentro da cozinha exclusiva do trio, que foi confundida com o Quarto de Vidro do BBB (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Experiência ainda mais inesquecível agora que ficou marcada na pele
Experiência ainda mais inesquecível agora que ficou marcada na pele (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Turma tinha bebida à vontade, e não poupou o fígado nesse Carnaval
Turma tinha bebida à vontade, e não poupou o fígado nesse Carnaval (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Além do Camarote Skol, bem ao lado do motorhome, turma também teve acesso ao trio Skol Pagodão
Além do Camarote Skol, bem ao lado do motorhome, turma também teve acesso ao trio Skol Pagodão (Foto: Willian Aragão/Skol)
Quarteto acompanhou a La Fúria no Campo Grande de cima do trio Skol Pagodão
Quarteto acompanhou a La Fúria no Campo Grande de cima do trio Skol Pagodão (Foto: Willian Aragão/Skol)
O quarteto na varanda do trio-morada, no qual recebeu convidados famosos
O quarteto na varanda do trio-morada, no qual recebeu convidados famosos (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Vários artistas interagiram com os rapazes durante a passagem pelo Morro do Gato
Vários artistas interagiram com os rapazes durante a passagem pelo Morro do Gato (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Tatuagem dentro da cozinha exclusiva do trio, que foi confundida com o Quarto de Vidro do BBB
Tatuagem dentro da cozinha exclusiva do trio, que foi confundida com o Quarto de Vidro do BBB (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Experiência ainda mais inesquecível agora que ficou marcada na pele
Experiência ainda mais inesquecível agora que ficou marcada na pele (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Turma tinha bebida à vontade, e não poupou o fígado nesse Carnaval
Turma tinha bebida à vontade, e não poupou o fígado nesse Carnaval (Foto: Gabriel Magalhães/Skol)
Além do Camarote Skol, bem ao lado do motorhome, turma também teve acesso ao trio Skol Pagodão
Além do Camarote Skol, bem ao lado do motorhome, turma também teve acesso ao trio Skol Pagodão (Foto: Willian Aragão/Skol)
Quarteto acompanhou a La Fúria no Campo Grande de cima do trio Skol Pagodão
Quarteto acompanhou a La Fúria no Campo Grande de cima do trio Skol Pagodão (Foto: Willian Aragão/Skol)

Na verdade, não tinha, MV. A casa-trio foi feita sob medida para quatro pessoas: na parte de baixo, dois quartos com duas camas, além de uma sala com TV. No andar superior, uma varanda aberta com uma geladeira cheia de bebidas e uma cozinha com vista para a rua, separada por um acrílico, que muitos foliões acharam ter relação com o Big Brother Brasil.

“Muita gente passou perguntando se era a Casa de Vidro do BBB, e a gente brincava, dizia que sim, que não podia falar muita coisa”, relembra Ricardo, que assim como o trio acompanhante, se esbaldou. Na estreia na folia em Salvador, curtiram a rua e alguns camarotes, deram entrevistas como celebridades, desfilaram em cima de trio, tudo isso sem esquecer de curtir na rua até umas horas. E o quarteto tem mesmo uma energia fantástica, tomando por base metade da trupe no vídeo abaixo.

Procura-se Lincoln desesperadamente
Mas essa experiência maluca e inesquecível por pouco não vingou. Isso porque, Lincoln não tava lá muito animado com o que parecia ser mais um Carnaval na frente da TV, e resolveu desaparecer.

“Poucos dias antes do resultado da promoção, eu saí do grupo dos meninos e bloqueei todo mundo. Eu pensei: ‘vou ficar em depressão vendo as fotos [do Carnaval]’”, revela o premiado, que já sabia que o trio de amigos estava com passagens compradas para a folia em Pernambuco.

Mas aí, no dia 17, saiu o resultado. Funcionário de um call center, Lincoln foi trabalhar e deixou o celular em casa, desligado. Mais de dez horas se passaram enquanto a Skol tentava localizá-lo, inclusive pelos contatos das redes sociais.

“Natal parou pra me procurar. Todo mundo queria saber onde eu tava. E eu ainda fui pra missa com minha avó, voltei pra casa sem saber de nada. Quando liguei o celular, chega travou de tanta mensagem. Achei que tinha acontecido algo [ruim]. Mas aí vi a mensagem da Skol”, relembra o rapaz. Ao mesmo tempo em que tuitava “Ai Jesus pelo amor de Deus... @skol Eu acordei!!!”, gritava de alegria.

Aí Jesus pelo amor de Deus... @skol Eu acordei!!!

— Lincoln Dias (@Lincolnplay) February 17, 2020

Os pais de Lincoln olhavam sem entender, até que ele contou a boa nova e a mãe também entrou na algazarra. Abriu a janela e começou a gritar para a vizinhança no bairro Nova Descoberta, em Natal: “Meu filho vai pro Carnaval de Salvador! Meu filho vai pro Carnaval de Salvador!” Enquanto isso, Lincoln pulava pelado pela casa e a folia não parou mais desde então.

*O CORREIO Folia tem o patrocínio do Hapvida, Sotero Ambiental, apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio do Salvador Bahia Airports e Claro.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree