-->

Eles não são baianos mas cantaram Salvador e a Bahia como se fossem

29 Março 2020

Neste domingo, 29 de março, Salvador ou São Salvador, como bem retratou Dorival Caymmi, comemora 471 anos. Em função da pandemia do coronavírus não haverá festa. E não poderia mesmo. Por

isso, como uma forma de homenagear a primeira capital do Brasil, selecionamos oito músicas que falam da cidade, da Bahia e do seu povo, sua cultura e seus costumes, compostas por compositores que não nasceram aqui. Mas nos retratam tão bem quanto o insuperável Dorival Caymmi com suas canções brejeiras e praieiras. Ou Gilberto Gil, Caetano Veloso, Carlinhos Brown, Saulo, Luiz Caldas, Carlos Pitta e tantos outros que exalam o dendê no sangue.

Ary Barroso: Na Baixa do Sapateiro
Mineiro da cidade de Ubá, Ary Barrosos compôs um dos maiores sucessos em homenagem aos baianos. A música Na Baixa do Sapateiro fala da paixão por uma morena que teria encontrado no local, ficou apaixonado mas não foi correspondido. Reza a lenda que ele teria comprado essa música de um compositor baiano. Verdade ou não, Na Baixa dos Sapateiros caiu no gosto popular e hoje é um clássico. Foi gravada por Gal Costa, Caetano Veloso, João Gilbeto, João Nogueira, Elis Regina, Dorival Caymmi entre outros.

***

Herivelto Martins: A Bahia te Espera
Carioca da cidade de Rodeio, atual Engenheiro Paulo de Frontin, no Rio de Janeiro. É um samba exaltação que fala da "Bahia da magia, dos feitiços e da fé; Bahia que tem tanta igreja Que tem tanto candomblé". Foi gravada primeiro Dalva de Oliveira, depois regravada por Maria Bethânia.

***

Paulo Diniz: Quero Voltar Pra Bahia
Pernambucano da cidade de Pesqueira. Em parceria com o amigo e compositor Odibar, a música "Quero Voltar Pra Bahia" presta homenagem a Caetano Veloso, que se encontrava exilado em Londres (junto com Gilberto Gil) de 1969 a 1971.

***

Denis Brean: Bahia com H
Paulista da cidade de Campinas. Outro samba que relata o encanto de um "forasteiro" pela terra da felicidade. "Eu sou amante da gostosa Bahia, porém Pra saber seu segredo serei baiano também". A música foi gravada entre outros por João Gilberto, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

***

Geraldo Pereira: Falsa Baiana
Mineiro de Juiz de Fora. A música retrata uma mulher que, mesmo vestida com os trajes da autêntica baiana não tem o gingado e a malemolência das baianinhas: "A falsa baiana quando entra no samba ninguém se incomoda/ Ninguém bate palma, ninguém abre a roda/ Ninguém grita ôba, salve a Bahia, Senhor! Gal gravou no disco Legal e no antológico show/disco Fa-Tal. Mariene de Castro também regravou.

***

Sebastião Cirino: Cristo Nasceu na Bahia
Mineiro de Juiz de fora. A música, composta em parceria com Duque questiona se Cristo nasceu mesmo em Belém, segundo os evangelhos canônicos de Lucas e Mateus, na província romana da Judeia. Dizem que Cristo / Nasceu em Belém A história se enganou/ Cristo nasceu na Bahia, meu bem/ E o baiano criou.

***

João Nicolau Carneiro Firmo (Bala): Bahia De Todos Os Deuses
Carioca nascido no Morro do Salgueiro. A música composta em parceria com Manoel Rosa, foi o enredo da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro campeã do Carnaval do Rio de Janeiro em 1969.Quem puxou o samba na avenida foi Elza Soares. Até hoje é um dos sambas mais lembrados e cultuados. "És a rainha da beleza universal/ Minha querida Bahia/Muito antes do Império/Foste a primeira capital.

***

Mack Gordon e Harry Warren: Chica Chica Boom Chic
Polonês e Norte Americano são os compositores dessa música, um samba exaltação gravada por Carmem Miranda (a portuguesa que mostrou ao mundo a beleza e o charme da baiana e sua indumentária). A música foi apresentada em "Uma Noite no Rio" de 1941, sendo o número de abertura do filme. Carmen canta a letra da canção em português e Don Ameche, seu parceiro de cena, a letra em inglês. "O meu ganzá faz "Chica Chica Boom Chic"/ P'rá eu cantar "Chica Chica Boom Chic"/Uma canção o "Chica Chica Boom Chic"/meu coração faz "Chica Chica Boom Chic",E vem a saudade da Bahia Onde o samba tem, canjerê também numa batucada. Ivete Sangalo regravou essa canção.

***

Vinicius e Toquinho: Tarde em Itapuã
Carioca da Gávea e Paulista de São Paulo (capital) Vinicius de Moraes e Toquinho escreveram essa bela canção sobre um dos recantos mais aconchegantes de Salvador: a praia de itapuã. Vinicius morou um tempo em Salvador, quando foi casado com a atriz Gessy Gesse numa casa que hoje se transformou no sofisticado restaurante Casa de Vina. Passar uma tarde em Itapuã/ Ao sol que arde em Itapuã/ Ouvindo o mar de Itapuã/ Falar de amor em Itapuã.

SALVADOR UNIDA
O Correio está reunindo exemplos de ações sociais, conteúdos de diversão para a criançada, programações musicais online, cursos, e tudo o que possa ajudar a trazer mais leveza para esse período de isolamento social. Confira: https://bit.ly/salvadorunida

O Salvador Unida é uma iniciativa do Jornal CORREIO em parceria com o Sebrae, apoio institucional da Prefeitura de Salvador e apoio do Fecomércio, Sotero Ambiental, Acomac, Salvador Bahia Airport, Fieb, Hapvida, Ademi, Viltalmed, Intermarítima, Claro, Hapvida e Hospital da Bahia.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree