-->

Brotas e Cosme de Farias: confira regras das novas restrições nos bairros

22 Mai 2020

A feira continuou movimentada em Cosme de Farias no último dia antes da aplicação das medidas regionalizadas de combate ao novo coronavírus (covid-19) no bairro. A partir desta sexta-feira (22), o

comércio não essencial do local e de Brotas terá as atividades suspensas por sete dias. Para os moradores, a ação da prefeitura é necessária para conter o fluxo de pessoas que ainda transita nas ruas e que nem a chuva foi capaz de manter em casa.

O Frigorífico do Mané, em Brotas, só ficou aberto até esta quinta (21). No último dia de funcionamento antes da suspensão, as vendas dobraram, conta a gerente Carine dos Santos. “Muitas pessoas vieram comprar para fazer uma reserva de carne em casa e não ter que recorrer o mercado nesses dias. Tem uma diferença entre carne de açougue e de mercado”, contou a gerente, que também ressaltou ter recebido muitas perguntas sobre o fechamento do estabelecimento.

Até o dia 28 de maio, só os comércios ou serviços essenciais, como supermercados e farmácias, além dos estabelecimentos que estejam funcionando em regime de delivery e mantém as portas fechadas ao público, podem funcionar em Cosme de Farias e Brotas.

As medidas de proteção à vida vão englobar testes rápidos para detectar pessoas com a Covid-19, distribuição de máscaras, entrega de cestas básicas a ambulantes e feirantes, combate ao mosquito Aedes Aegypti, higienização de vias e o projeto Cras Itinerante. Não haverá restrição no tráfego de veículos nessas localidades.

Movimento na feira livre de Cosme de Farias antes do fechamento do comércio (Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

Apesar do aumento das vendas no açougue, a estudante Catarina Lopes, 21, que mora em Brotas, disse que as ruas do bairros estavam menos cheias nesta quinta. Entretanto, ela não consegue determinar a influência da chuva na decisão de mais pessoas ficarem em casa. “Hoje a Avenida Dom João VI estava mais livre que nos últimos dias. Inclusive, era irritante ver ela cheia todos os dias que saí”, contou.

Na casa da estudante, a quinta foi de preparação para os sete dias de medidas mais restritivas no bairro. As compras de mercado, que já eram grandes para durar mais tempo, foram ainda maiores desta vez. “Ontem [quarta], nos preparamos pra fazer um mercado ainda maior hoje, assim como comprar para vizinhos que não podem sair de casa”, relatou Catarina, que passou o dia todo no supermercado.

Em Cosme de Farias, vizinho de Brotas, o motoboy Daniel Azevedo, 24 anos, têm escutado muitos comentários sobre a decisão do prefeito de fechar o comércio por sete dias. “O povo fala por alto, comenta que vai fechar tudo sexta. Mas aqui as pessoas não estão respeitando o isolamento, o movimento está muito grande e nem parece que tem pandemia. Aqui, nada mudou ainda”, afirmou.

Até quando valem as medidas?
Inicialmente, as medidas valem por sete dias, entre 22 e 28 de maio.

O que não pode funcionar?
Todos os comércios e serviços, inclusive feirantes e ambulantes, devem suspender as atividades, com exceção dos estabelecimentos liberados pela prefeitura.

O que pode funcionar?
Mesmo com as restrições das atividades do comércio, o decreto da prefeitura permite o funcionamento de: supermercados, farmácias, agências bancárias e lotéricas, repartições públicas e cartórios; estabelecimentos que estejam funcionando em regime de delivery, não sendo permitido o sistema de retirada no local e desde que mantidas as portas fechadas ao público; serviços de saúde de urgência e emergência e hospital dia, serviços de imagem radiológica, atendimentos de tratamentos contínuos a exemplo de oncologia, hemoterapia e hemodiálise; laboratórios de análises clínicas, estabelecimentos que forneçam insumos hospitalares, e clínicas veterinárias. Os estabelecimentos que mantiveram suas atividades devem disponibilizar álcool em gel para os clientes, obrigar o uso de máscaras por funcionários e clientes e seguir a limitação de público já em vigor conforme legislação municipal. Em caso de descumprimento das regras, o local será interditado.

Vai ter testagem nesses bairros?
Os testes rápidos serão realizados durante os sete dias de duração do decreto. A testagem ocorrem de forma itinerante locais estratégicos dos bairros. Em média, devem ser realizados 150 testes rápidos por dia em cada localidade. A aferição da temperatura é uma das medidas usadas para a triagem dos moradores que vão passar pelo teste.

O transporte muda?
Mesmo com as restrições mais duras, não há alteração no transporte nos bairros

O trânsito muda?
Não serão feitos bloqueios das ruas dos bairros, com isso, o tráfego pelos locais não sofre restrições. A transalvador vai prestar apoio no ordenamento e orientação de condutores e pedestres nos bairros.

Como é feita a distribuição das máscaras?
As máscaras são distribuídas em pontos estratégicos dos bairros durante os sete dias do decreto. Com o passar dos dias, a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador analisa os locais para determinar onde ficarão os pontos de entrega dos itens com base na necessidade dos moradores.

Como são distribuídas as cestas básicas?
Feirantes e ambulantes cujo trabalho será afetado pelas medidas podem receber a cesta básica. Os profissionais devem estar cadastrados junto à prefeitura, no programa Salvador Por Todos, para ter o auxílio.

Como vai funcionar a higienização das ruas?
A limpeza das ruas começa nesta sexta e ocorre durante todos os sete dias da medida. Serão 12 agentes de pulverização e desinfecção atuando em cada bairro, além de um caminhão-pipa e um trator de pulverização, pulverizando hipoclorito de sódio nas ruas. As ruas vão receber ações de lavagem, limpeza, capinação, varrição e desinfecção. A lavagem é feita com água e um detergente específico para esse tipo de limpeza. Já o hipoclorito de sódio é utilizado para a desinfecção.

Como funciona o Centros de Referência de Assistência Social (Cras) itinerante?
Como acontece em outras regiões com restrições, o serviço funciona das 7h às 15h em Brotas e Cosme de Farias. No Cras, serão disponibilizados orientações e atendimentos sobre Benefícios Eventuais a exemplo de auxílio moradia e natalidade, cadastro único e bolsa família, auxílio Salvador por Todos e auxílio emergencial do Governo Federal, além de encaminhamentos para atendimentos presenciais nos Cras e na rede de garantia de direitos.

*Com orientação da subeditora Fernanda Varela

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree