-->

Prefeita interina de Candeias é impedida por policiais de entrar na prefeitura

10 Julho 2020

Três policiais militares tomaram a frente da Prefeitura Municipal de Candeias e impediram, nesta sexta-feira (10), a entrada da prefeita interina Márcia Gomes (PSDB). A prefeita foi empossada na noite desta

quinta-feira, depois de a Câmara de Vereadores aprovar o afastamento preventivo por três meses do prefeito Doutor Pitágoras Ibiapina (PP), acusado de superfaturar a compra de respiradores e veículos. Em nota ao CORREIO, a PM disse que estava em frente à sede do órgão apenas para preservar a ordem pública.

Vereador de oposição ao prefeito, Arnaldo Araújo (PSDB), conta que Márcia Gomes foi à prefeitura por volta das 12h30 acompanhada de outros parlamentares da cidade, mas não conseguiu acesso ao prédio.

“A presidente da câmara ligou para a PM pedindo apoio para cumprir o decreto e o major disse que já havia duas viaturas lá. Chegando lá, com ofício na mão, ela foi barrada pelos policiais dizendo que estavam cumprindo ordem do major. O que percebemos é que a PM de Candeias está a serviço do prefeito e não a serviço da comunidade”, disse Araújo.

Pelo que consta no site da PM, o major citado é Washignton Eurico Silva Costa, comandante da 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Candeias). Na nota enviada à reportagem, a PM atribui a ele a informação de que os militares estavam na prefeitura para conter os ânimos. A corporação assim escreveu: “Segundo o comandante da 10ª CIPM, a Polícia Militar encontra-se em frente à prefeitura para preservar a ordem pública. As questões do executivo e do legislativo daquele município devem ser encaminhadas àquela casa”.

Prefeita assinou termo de posse após afastamento de Pitágoras (Foto: Reprodução/Câmara Municipal de Candeias)

Sem conseguir entrar no órgão, a vice-prefeita teria ido embora sob gritos, ofensas e vaias, conforme mostram vídeos. Mesmo afastado por decisão da casa legislativa do município, o prefeito Doutor Pitágoras ignorou a decisão e continuou despachando nesta sexta e, inclusive, participou de uma live com o governador Rui Costa (PT). O Diário Oficial do Município também saiu com decisões assinadas por ele. O CORREIO ligou insistentemente para o prefeito afastado para ouvir seu posicionamento, mas ele não atendeu às chamadas.

“Se ele dissesse que ela podia entrar nas instalações, mas que não fosse ao gabinete, até entenderíamos, mas não entrar na prefeitura e ainda colocar três policiais na porta? É uma falta de respeito e um ato antidemocrático. Não estamos vivendo uma ditadura. Ele continuou despachando e vai responder por isso, vamos representar contra ele”, disse o vereador Arnaldo.

Doutor Pitágoras (Foto: Reprodução/Instagram)

De acordo com a câmara municipal, Márcia Gomes se elegeu em 2016 como vice-prefeita ao lado de Doutor Pitágoras. No entanto, com apenas seis meses de gestão ela relações políticas com o prefeito. Sobre as atuais denúncias que levaram ao seu afastamento, Pitágoras nega que tenha havido qualquer irregularidade em sua administração.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree