-->

Bairros de Fortaleza com piores indicadores da Covid-19 terão fiscalização intensificada

23 Mai 2020
Foto: Divulgação

As ações de fiscalização para o cumprimento das medidas de isolamento mais rígidas em Fortaleza serão intensificadas em bairros que apresentam os piores indicadores relacionados à pandemia

do novo coronavírus (Covid-19). Os indicadores de novos casos da doença, número de óbitos, circulação de veículos e denúncias de aglomeração de pessoas e comércios funcionando indevidamente em bairros da Capital serão levados em consideração para reforçar o número de fiscalizações dos órgãos municipais e estaduais de segurança pública, trânsito e fiscalização. A nova dinâmica de atuação já está em vigor e permanece até o dia 31 de maio, prazo final do Decreto Estadual nº 33.594.

Com o trabalho de fiscalização nas ruas com foco na preservação das vidas dos cidadãos fortalezenses, assim como para evitar o comprometimento da capacidade de atendimento da rede de saúde pública e privada com os novos casos da doença, as atividades realizadas nas sete barreiras fixas montadas ao redor da cidade e nas diversas blitze volantes dispostas por todos os bairros da Capital serão mantidas sob uma nova perspectiva, como explica o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa.

Nós utilizaremos os dados do crescimento de casos e óbitos por bairros, além das nossas ligações do 190, que já eram analisadas, e os dados e circulação de veículos. Faremos grandes operações naqueles bairros que tenham os piores indicadores, sejam de novos casos, pessoas contraindo a doença, ou de óbitos, mas também os bairros onde há maior concentração de denúncias por aglomerações e comércios funcionando indevidamente. Esse é um grande esforço para que a gente, até o dia 31 de maio, possa superar essa fase, e avançar buscando voltar à normalidade das nossas vidas”, destaca o titular da SSPDS.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree