-->

Amor Sem Igual: 1º capítulo é atual, mas sem grandes novidades

11 Dezembro 2019

Em meados dos anos 2000, depois de longo e tenebroso inverno dramatúrgico, a Record TV voltou a exibir novelas, algumas com bastante êxito e bem elogiadas, caso de

Poder Paralelo, as dos Mutantes, e aquela em que a Lucinha Lins interpretava uma piromaníaca. O esquema de realistas narrativas modernas foi quebrado com o sucesso da épica Os Dez Mandamentos, que chegou a rivalizar até com os folhetins da Globo. Daí em diante as tramas bíblicas dominaram. Neste ano, outra reviravolta. Topíssima, de Cristianne Fridman, mostrou que há espaço na programação tanto para o sagrado, quanto para o contemporâneo. Representando o segundo grupo, Amor Sem Igual, da mesma autora, estreou na terça-feira (10/12/2019).

Neste primeiro capítulo, a inspiração parece ter sido Uma Linda Mulher. Se Uma Linda Mulher se passasse na Rodovia Anchieta ao invés da Hollywood Boulevard, no caso. É numa parada de caminhoneiros que encontramos a protagonista, Angélica (Day Mesquita), mais conhecida pelo apelido Poderosa. Ela está que nem a Julia Roberts no filme, vestido curto, bota longa, peruca chanel loira. Desbocada e confiante, a moça dá um pivô na Avenida Paulista após uma noite de trabalho atraindo olhares.

Amor Sem Igual: 1º capítulo é atual, mas sem grandes novidades
Amor Sem Igual: 1º capítulo é atual, mas sem grandes novidades
4 FOTOS
Amor-Sem-Igual-Poderosa-Day-Mesquita-Blad-Meneghel-Record-TV
1/4

Poderosa/Angélica (Day Mesquita).Uma mulher cuja beleza chama a atenção de todos. O que marca sua vida, seus passos, é a rejeição que sofreu, ainda criança, do pai, Ramiro. Aos treze anos sofreu abuso por parte do senhor que deveria cuidar dela. Aprendeu a se virar sozinha e a lutar para sobreviver, se tornando prostitutaBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Amor-Sem-Igual-Furacao-Dani-Moreno-Blad-Meneghel-Record-TV
2/4

Furacão/Berenice (Dani Moreno). Furacão, cujo nome é Berenice, se divide entre faxinas e a batalha como prostituta para sustentar seu filho, Caio, por quem é capaz de qualquer sacrifícioBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Amor-Sem-Igual-Caio-Henrique-Camargo-Blad-Meneghel-Record-TV
3/4

Caio (Henrique Camargo). Filho de Furacão, tem grande talento para o futebol. Ama mais o que o futebol pode lhe trazer do que, propriamente, jogarBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Amor-Sem-Igual-Duplex-Miguel-Nader-Blad-Meneghel-Record-TV
4/4

Duplex/Willian (Miguel Nader). Gente boa, simples, puro, trabalha como segurança. Apesar de aparentar truculência,é um doce de pessoa. Apaixonado por Furacão e grande amigo de CaioBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Mais sobre o assunto

Ainda com essa caracterização que mais parece uma fantasia de Carnaval, a Poderosa vai rumo à chiquetérrima Oscar Freire, onde para, admirada, em frente a uma vitrine. Alô, Bonequinha de Luxo, esse carma é seu. Ao invés de tomar seu café da manhã ali de butuca, algo impressionante acontece: a mulher resolve realizar seu sonho de comprar uma pashmina. O case Pretty Woman continua. A Poderosa não possuía o dinheiro necessário, mas ela tem algo que Julia Roberts não tinha naquele rolê pela Rodeo Drive: um cartão de crédito. As vendedoras esnobes ficam em choque, percebendo o erro delas.

Mas tem mais. Descobrimos outros pontos da trama. Angélica é filha de poderoso figurão, que depois de rejeitá-la na infância, a procura incessantemente. Tobias (Thiago Rodrigues), filho do ricaço, acha a garota sigilosamente porque não curte a ideia de adicionar uma cadeira à mesa de jantar da família abastada. Assim, casualmente, ele decide mandar matá-la; o famoso “sem tempo, irmão”. O problema do rapaz seria dividir a herança com a nova parente. Mas o pai deles é o Juan Alba, que tem uns 40 anos e parece em plena forma. Não entendi. Mas quem poupa, tem.

Chega o núcleo Mercadão, boa sacada em se tratando de São Paulo como cenário. O lugar é um clássico popular, democrático, todo mundo curte (a Barraca do Juca, do Tony Ramos em A Próxima Vítima, continua por ali, inclusive). É neste ponto turístico que o boa praça Miguel vende frutas e verduras, todas cultivadas no sítio dele. Amigo de todos, cara muito querido, é com ele que a Poderosa vai se envolver. Como? Não perca o próximo parágrafo.

Amor Sem Igual: 1º capítulo é atual, mas sem grandes novidades
Amor Sem Igual: 1º capítulo é atual, mas sem grandes novidades
4 FOTOS
Amor-Sem-Igual-Serena-Kika-Kalache-Blad-Meneghel-Record-TV
1/4

Serena (Kika Kalache). Típica “mamma italiana”, de serena ela não tem nada. Fala alto, gesticula muito e trata os filhos como criançasBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Amor-Sem-Igual-Peppe-Matheus-Costa-Blad-Meneghel-Record-TV
2/4

Peppe (Matheus Costa). Filho de Luiggi e Serena, trabalha com os pais no restaurante. É doido por futebol e sonha em ser jogador algum diaBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Amor-Sem-Igual-Chang-Jui-Huang-Blad-Meneghel-Record-TV
3/4

Chang (Jui Huang). Apelidado pelo pessoal do mercado de Xing Ling, Chang é chinês de Hong Kong.Chegou ao Brasil há cerca de dez anos, mas ainda não conseguiu se integrartotalmente à cultura brasileiraBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Amor-Sem-Igual-Takashi-Carlos-Takeshi-Blad-Meneghel-Record-TV
4/4

Takashi (Carlos Takeshi). Nissei, é um sujeito zen e um sushiman de primeiríssima. Detesta quando o chamam de chinês ou o confundem com ChangBlad Meneghel/Record TV/Divulgação

Jurada de morte sem saber, nossa Julia Roberts do Bixiga está lá novamente na parada de caminhões, belíssima com sua pashmina rosa, esperando os programas da noite. O assassino Bernardo (Heitor Martinez) ronda o local com um comparsa só para dizer que volta no dia seguinte. Ao invés de dar cabo do plano em lugar ermo durante a madrugada, ele espera amanhecer, pergunta ao frentista quem é a moça ali parada, onde ela mora. Só falta deixar uma cópia do comprovante de residência para o encontrarem mais facilmente.

Enquanto isso, Miguel, o do Mercadão, que já havia dado um confere na Poderosa quando abasteceu na noite anterior, volta para trocar o óleo no raiar de um novo dia. O futuro casal se paquera na conveniência. Em sequência a um surreal diálogo (“Eu faço de graça” – “Não pago por sexo” – “Me dá uma carona?”), ela entra no carro com o mocinho. Vamos acelerar a fita.

O assassino os persegue, o carro cai da ribanceira e explode, a mulher revela-se ruiva, a peruca dela some, a pashmina dela some, a polícia desconfia da história, eles têm que convencer meio mundo de que não transaram, o amigo de Miguel diz que ele pode pegar “uma doença nas partes íntimas”, a Poderosa aparece para trabalhar de novo com uma chanel loira, entra no carro do assassino achando que é um possível cliente, o vilão nem disfarça, só falta uma camiseta escrita “hoje é dia de maldade”, a moça sai correndo no mato escuro de salto 15, leva um estabaco, lá vem o malfeitor, socorro, o capítulo acaba.

Com texto didático, personagens engessados e potencial para situações absurdas, parece que A Dona do Pedaço mudou de canal para a Record TV. Mas como bem dizia o profeta de Uma Linda Mulher, isso é Hollywood. Aliás. Isso é novela. No caso.

PS: A melhor parte do capítulo foi quando rolou um Hoobastank – The Reason. Meu eu de 2004 chorou.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree