-->

“O Azerbaijão foi a primeira democracia do mundo muçulmano”Entrevista com o embaixador.

28 Mai 2020

Elkhan Polukhov, é embaixador do Azerbaijão no Brasil.

Hoje o Azerbaijão comemora 102 anos de independência e a jornalista Fabiana Ceyhan falou com o diplomata sobre o assunto e as

comemorações:

O embaixador do Azerbaijão no Brasil, Elkhan Polukhov, durante evento em comemoração ao aniversário da República Democrática do Azerbaijão – Agência Brasil

Prezado embaixador, explique para nossos leitores o significado da data de hoje para a população do Azerbaijão?

28 de maio é a celebração da proclamação da República Democrática do Azerbaijão. A primeira democracia do mundo islâmico, uma primeira democracia que trouxe novas regras, que não eram naquela época usadas nem na Europa; incluindo os direitos femininos ao voto e várias outras novas regras democráticas que permaneceram até hoje e são muito apreciadas pelo nosso povo.Essas regras foram baseadas em nossa visão de futuro e tem hoje grande importância para a República Democrática do Azerbaijão.

Como a data está sendo comemorada no país?

Devido a crise do Coronavirus todos os eventos públicos foram suspensos , mas cada segmento da sociedade organizou seu próprio evento. Os eventos estão sendo feitos de forma virtual usando plataformas eletrônicas.Muitas de nossas Embaixadas pelo mundo organizaram também eventos, concertos virtuais, fundações dentro do país e ministérios também se organizaram.Como eu já disse, tudo de forma virtual.

Parte do discurso do embaixador na Data Nacional de 2019:

“O Azerbaijão, sob a liderança do Presidente Ilham Aliyev, tornou-se um dos países mais estáveis politicamente e economicamente da região e do mundo. Através da obras de energia transregionais, transporte, infraestrutura logística e muitos outros projetos, o Azerbaijão tornou-se um líder regional e agora representa mais da metade do PIB da região do Sul do Caucaso.

Localizado no cruzamento de culturas e civilizações, o Azerbaijão, cujo território fazia parte da antiga Rota da Seda,abriga hoje uma sociedade moderna e secular que se orgulha de sua diversidade.Infelizmente, um dos principais desafios que o Azerbaijão enfrenta, é que há mais de 29 anos a vizinha Armênia mantém sob sua ocupação militar o território de Nagorno Karabakh e sete regiões adjacentes do Azerbaijão, que constituem 20% do nosso território e impedem o retorno decentenas de milhares de deslocados cidadãos azerbaijanêses de suas casas. “

COMPARTILHE ESSA PUBLICAÇÃO
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree