-->

Veja quem são os principais nomes do poker do Espírito Santo

10 Dezembro 2019
10 de dezembro de 2019
- Bianca Coutinho

Curta, comente e compartilhe!

O Sudeste é um celeiro de craques do poker. Nos Estados

de Minas Gerais e São Paulo estão os principais competidores profissionais do país e todos anos nomes como Paulo Gini (SP), João Simão (MG), Peter Gabriel (MG) e Caio Pessagno (SP) figuram entre os melhores.

Em termos de qualidade de poker, o Espírito Santo não tem os melhores jogadores do país, mas nos últimos anos o Estado cresceu em estrutura e número de praticantes. Neste artigo, pincelamos os principais nomes do Espírito Santo na modalidade com base em seus respectivos resultados nos últimos anos.

Especialista no poker disputado em torneios ao vivo, Francisco Neto já é um veterano na modalidade e conta com um currículo de muito respeito. Frequente em torneios do Brazilian Series of Poker (BSOP) desde 2016, o jogador está vivendo a melhor fase de sua carreira em 2019.

Nesta temporada, Francisco teve muito sucesso nos torneios do BSOP e terminou entre os 10 primeiros em quatro eventos diferentes. Jogador especializado na modalidade Texas Hold’em, o competidor de Vila Velha tem acumulado resultados impressionantes.

A terceira maior premiação da carreira de Francisco também veio neste ano. Em uma etapa do BSOP disputada na cidade de Rio Quente, em Goiás, o jogador do Espírito Santo ficou com a terceira colocação geral para adicionar R$ 92 mil no bolso.

O maior resultado de Francisco também é recente. Em 2017, ele terminou em segundo no BSOP Millions — última etapa do Campeonato Brasileiro de Poker. Com o feito, ele embolsou R$ 873 mil.

Vila Velha é uma cidade de muitos esportistas e outro no poker tem feito história. João Valli está em excelente momento em 2019. Especialista na modalidade online, o jogador chegou a estar entre os 90 primeiros do ranking mundial.

Atualmente na 55ª colocação do ranking brasileiro, João rapidamente se consolidou como um dos jogadores mais temidos do poker nacional e ele vem aumentando sua reputação nos últimos meses.

A carteira de premiação de João também é impressionante. O jogador já conquistou aproximadamente US$ 1,7 milhão em sua trajetória só no poker online.

Apesar de ter o online como especialidade, João tem disputado alguns torneios de poker ao vivo e se saído bem neles. Neste ano, por exemplo, o jogador foi um dos brasileiros que se destacaram no World Series of Poker (WSOP) — circuito de poker mais importante e famoso do planeta.

Em um dos eventos do WSOP, João ficou com a quinta colocação em um torneio jogado na modalidade Texas Hold’em que contou com mais de 3.700 participantes. Ele terminou com a quinta colocação no torneio para vencer US$ 93 mil.

Mais um jogador do Espírito Santo de sucesso, Davi Cola tem feito um trabalho especial nesta temporada do poker como uma das principais revelações do esporte da mente.

Na atual melhor fase de sua carreira, Davi atualmente está entre os 100 melhores do Brasil na modalidade online e isto não é um feito nada fácil, visto que só no país são dezenas de milhares de competidores online.

Primeiro de Vitória no ranking, nas mesas online Davi é conhecido como “davimmaker”. Assim como acontece com os outros dois jogadores do Estado citados acima, Davi também brilha em competições ao vivo. No ano passado, o jogador ficou com um título em uma etapa do Campeonato Brasileiro de Poker realizada em Brasília.

Torneio mais relevante do Estado, a Copa Espírito Santo de Poker, conhecida também como CESP, vem ganhando relevância ao longo dos últimos meses e a edição deste ano foi bem-sucedida.

Em 2019, o circuito foi disputado pelos melhores jogadores do Espírito Santo e serviu mais uma vez para fomentar a prática da modalidade em todo Estado. Num formato já consolidado de campeonato estadual, praticamente todos os Estados do Brasil contam com uma competição desse gênero. Entre as mais fortes, estão os torneios de São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

Apesar de não estar nos holofotes das maiores competições estaduais do Brasil, a CESP reuniu milhares de jogadores em 2019.

Ao todo, quatro etapas foram realizadas. A penúltima etapa do circuito deste ano foi disputada em julho na cidade de Vitória, no Hotel Senac Ilha do Boi. Com 80 mil reais garantidos em premiação, o evento registrou a participação do total de 289 jogadores.

A mesa final do Main Event (principal competição de qualquer torneio de poker) foi composta pelos jogadores Sergio Frasson, Douglas Dornelas, Everton, Sidineidy, Alcemar, Waldyr Guedes e Maurílio.

Já a grande final do circuito foi realizada no dia 17 de novembro, também no Hotel Senac Ilha do Boi. Com mais de 330 entradas, o campeão foi Rodrigo Rezente. Mais conhecido como “Roleto”, o jogador ficou com a quantia de R$ 20 mil como premiação.

A mesa final do Main Event da grande decisão deste ano foi formada por Roleto, Wolmax, Weslley Rabelo, Diego Cerqueira, Rodrigo Vazzoler, Alessandro Oliveira, Thiago Barcelos, Marco Bertolino e Gabriel Alvim.

Apesar da conquista de Roleto na etapa final, o grande campeão do ranking de 2019 da CESP foi Everton Rocha. O jogador ficou com a liderança após ser o jogador mais regular e sólido durante as etapas do circuito.

Como recompensa da conquista, Everton ganhou o pacote completo para disputar o World Series of Poker International Circuit realizada em Punta del Este (Uruguai). O segundo colocado do ranking foi Alcemar Castro, que ganhou buy-in do Main Event do BSOP Millions deste ano.

A CESP 2020 já está confirmada para acontecer e, muito provavelmente, o torneio contará com ainda mais jogadores do que na temporada de 2019.


Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 908 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree