-->

Governo prevê investimento de R$ 7 bilhões em projetos e programas de nove áreas estratégicas

23 Janeiro 2020

A Secretaria de Economia e Planejamento (SEP) concluiu, nesta quarta-feira (22), o primeiro ciclo de reuniões de gerenciamento intensivo de projetos e programas do Governo do Espírito Santo,

com participações do governador Renato Casagrande, de secretários, dirigentes de órgãos e gerentes de secretarias e órgãos ligados às nove áreas estratégicas que integram as carteiras prioritárias da atual gestão. A previsão é de um investimento de aproximadamente R$ 7 bilhões nos quatro anos de gestão.

O Governo trabalha com três carteiras, dentro de um modelo com coordenação direta do próprio governador, que favorecem a ampliação das entregas à população. Ao todo, nas nove áreas estratégicas, foram alinhados 241 projetos e 17 programas.

O governador Renato Casagrande acompanha de forma sistemática a evolução das políticas públicas das áreas de Segurança em Defesa da Vida, Saúde Integral, Educação para o Futuro, Gestão Pública Inovadora e Infraestrutura para Crescer, além da carteira tática, da qual fazem parte as áreas de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, Proteção Social e Direitos Humanos, Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

A terceira carteira, que a exemplo das demais foi definida no Planejamento Estratégico do Governo do Estado, é a operacional. Ela envolve entregas da gestão estadual em todas as nove áreas estratégicas: Desenvolvimento Econômico, Segurança em Defesa da Vida, Gestão Pública Inovadora, Agricultura e Meio Ambiente, Educação para o Futuro, Infraestrutura para Crescer, Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Saúde Integral e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Coube à equipe do Escritório de Projetos do Governo, que funciona na Secretaria de Economia e Planejamento (SEP), e à Subsecretaria de Planejamento e Projetos (Subepp) do mesmo órgão, realizarem as reuniões sob coordenação do governador Casagrande. A última, que concluiu o primeiro ciclo, envolveu as áreas de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, na manhã desta quarta-feira, no Palácio Anchieta.

Entre os projetos finalísticos do Governo do Estado destacam-se os das áreas da Segurança, com o Estado Presente em Defesa da Vida; da Saúde, com o Inova Saúde; da Educação, com Melhoria da Qualidade da Educação; da Infraestrutura, com os programas de Mobilidade Urbana e de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem; e do Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, com os programas Incluir, Rede Abraço e Agenda Mulher.

A subsecretária de Estado de Planejamento e Projetos, Joseane Zoghbi, explica que é por meio do gerenciamento intensivo que o governo busca eliminar gargalos dos projetos para, efetivamente, entregar mais para a sociedade. “A sociedade nos pede resultados finalísticos. Precisamos ter um olhar atento para solucionar problemas que possam impedir que os projetos avancem”, diz. 

Por meio do programa Realiza+, o Governo do Estado amplia o número de entregas à sociedade capixaba, fazendo o gerenciamento intensivo dos seus programas e projetos, por meio de pessoas, tecnologia e processos. No que se refere a pessoal, atuam gerentes de projetos ligados ao Escritório de Projetos do Governo, que funciona na SEP, e também os das secretarias e demais órgãos. Há também a rede de pontos focais, formada por servidores que dão celeridade no andamento dos processos, ligados a vários órgãos da administração estadual, além da SEP, que é responsável pela gestão orçamentária do Governo.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree