-->

Excesso de maquiagem pode prejudicar a saúde dos olhos

20 Fevereiro 2020
20 de fevereiro de 2020
- Danieleh Coutinho

Curta, comente e compartilhe!

O carnaval vem aí e junto com ele a maquiagem ganha ainda mais espaço, brilhos e purpurinas, porém, os olhos podem sofrer muito por conta dessa vaidade, os principais problemas que podem surgir são as irritações, as inflamações, como é o caso da blefarite – que a inflamação nas pálpebras – e as conjuntivites alérgicas.

Segundo informações da Organização Mundial de Saúde (OMS) as mulheres têm os olhos mais vulneráveis do que os homens e, portanto, apresentam mais problemas oftalmológicos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, em cada dez mulheres que usam maquiagem, duas apresentam problemas oculares por conta do mau uso dos produtos.

De acordo com o médico do Hospital de Olhos de Vitória, André Machado os sintomas mais frequentes quando o assunto é abuso de maquiagem são olhos lacrimejando, coçando e irritados. “Ainda acontece com algumas pessoas problemas como a blefarite, que é a inflamação das pálpebras que é provocada pelo uso de cosméticos e de maquiagem, provocando irritação, prurido e vermelhidão nos olhos”, disse.

Outro problema que pode acontecer e a conjuntivite alérgica, que surge porque a parte branca dos olhos, que é revestida por uma membrana transparente chamada conjuntiva, pode inflamar com o uso de maquiagens, provocando a conjuntivite.

“Muitas mulheres sentem aumentar a sensibilidade nos olhos após usar maquiagem, quem tem alergia ocular deve selecionar com maior cuidado os produtos que pretende usar. Deve, por exemplo, optar por maquiagens hipoalergênicas e tentar diminuir o uso, deixando para utiliza-las somente em situações pontuais, evitando o uso diário. As maquiagens que são administradas diretamente nos olhos como é o caso dos lápis, rímel e sombra devem ser evitadas ao máximo por essas pessoas”, disse.

É preciso também se atentar à data de validade dos produtos, pois sua composição contém corantes e conservantes, entre outras substâncias que têm prazo de validade para agir. Ao fim desse prazo, a garantia da não instalação de bactérias e fungos em seu produto deixa de existir.

“Ao perceber alguma reação alérgica, é necessário consultar de imediato um oftalmologista para iniciar o tratamento da inflamação e saber sua origem para evita-la ou tentar recorrer a opções que não provoquem reações”, disse o médico.

André ainda alertou sobre a importância de não persistir no erro de utilizar os produtos quando já é identificada a alergia ou sensibilidade. “Persistir no uso não é uma opção, pois pode traumatizar os olhos ao coçá-los, causa alterações na superfície da córnea”, disse.

Seguem dicas valiosas dadas pelo doutor André Machado:

– Não usar produtos vencidos, de origem desconhecida ou qualidade duvidosa;
– Não compartilhar maquiagem, principalmente às que são administradas nas mucosas, como os lápis de olhos;
– Retire a maquiagem antes de dormir. Esse hábito evita que olhos mais sensíveis fiquem com as pálpebras inchadas e com secreção;
– Para as mulheres que usam lentes de contato devem coloca-las antes de se maquiar;
– Opte por produtos hipoalérgicos, pois eles são preparados para não causar nenhum tipo de irritação.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree