-->

Contingenciamento não afetará concursos em andamento, garante secretário

21 Fevereiro 2020
21 de fevereiro de 2020
- Ana Luiza Andrade

Curta, comente e compartilhe!

De acordo com o decreto publicado no Diário Oficial de

Espírito Santo na última quinta-feira (20), o Governo do estado irá manter o contingenciamento de gastos que no último ano gerou uma economia de 10,61% ao estado. O secretário de Estado do Governo, Tyago Hoffmann, garantiu que o corte não afetará os concursos públicos que já estão em andamento.

Com o anúncio do contingenciamento que inclui a suspensão de novas contratações, surgiu a preocupação se os cortes atingiriam concursos públicos como o da Polícia Civil, que abriu 173 novas vagas. Segundo o secretário, um comitê foi criado para estabelecer as prioridades que podem ser exceção. “Os concursos que já estão em andamento terão continuidade, o decreto apenas estabelece as regras para que não haja excesso de gastos”.

Os principais gastos cortados são em relação a despesas rotineiras como aquisição de veículos, realização de eventos com contratação de buffets e coffe breaks, novas contratações, locação de imóveis, entre outros. “A expectativa é de manter o mesmo nível de custeio do ano passado, com a redução de mais de 10% em relação aos três anos passados. Acho difícil uma redução desse número, portanto a meta é manter”, explicou o secretário.

Segundo ele, o comitê foi criado para que o custeio não comprometa a qualidade do serviço prestado. “A tendência é que o contingenciamento permaneça para os próximos anos”. O secretário tranquiliza afirmando que não houve suspensão de concursos, e que os que foram abertos em 2019 foram exceções analisadas pelo comitê.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree