-->

Aprenda a cultivar horta em casa durante a quarentena

28 Junho 2020
28 de junho de 2020
- Redação Multimídia ESHOJE

Curta, comente e compartilhe!
Foto: Internet

Está passando muito tempo em casa por causa da pandemia do novo coronavírus e quer fazer uma atividade para ocupar a mente e o corpo? E de quebra ainda ter alimentos fresquinhos à mesa? Que tal fazer uma horta orgânica em casa?

Falta de espaço não é desculpa. Qualquer cantinho que pegue sol diariamente pode se transformar em uma hortinha orgânica.

Pode ser no jardim, no peitoril da janela, pendurado na parede da varanda, em um vaso, no chão. Basta ter criatividade e vontade de botar a mão na massa, ou melhor, na terra.

De acordo com o professor e biólogo Nagibi Neto, da Secretaria de Meio Ambiente (Semma) da Serra, é possível usar vasos, latas, garrafas pet ou jardineiras. “Também há a possibilidade de fazer uma horta vertical utilizando paletes e treliça de bambu”, ensina.

O primeiro passo para a horta é preparar corretamente a terra. De acordo com Nagibi também é indicado misturar a terra com húmus de minhoca, que é um tipo de adubo produzido por minhocas a partir de restos de matéria orgânica.

“Forre o fundo do vaso com a manta de bidim, que é uma manta de drenagem. Coloque um caco de telha no fundo e, em seguida, coloque húmus de minhoca misturado à terra. A dica antes de plantar no vaso ou em qualquer outro recipiente é fazer um furo no fundo, para drenar a água e não encharcar demais a planta”, ensina Nagibi.

Para locais pequenos, é interessante utilizar jardineira e plantar várias mudas diferentes. Mas tenha cuidado ao escolher as mudas que vão dividir o mesmo espaço. A hortelã, por exemplo, tem que ser plantada sozinha, já que suas raízes são invasoras e destroem as de outras espécies.

“Podem dividir o mesmo espaço o alecrim, tomilho e sálvia; o manjericão, a carqueja e a sálvia; e o manjericão, a manjerona e a cebolinha. Em uma jardineira de 10 centímetros de profundidade e 30 cm de largura também é possível plantar dois pés de couve”, explica Nagibi.

E muita atenção aos cuidados com o sol. O ideal é deixar as mudas expostas ao sol da manhã. O sol das 10 às 14 horas queima as folhas e deve ser evitado.

Para Nagibi o trabalho recompensa, afinal, não tem preço poder colher seus alimentos da própria horta. “É uma terapia”, afirma.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree