Big Banner Hospedagem de Site 1360x150
Quarta, 19 Agosto 2020 20:59

Em um mês, área com seca no ES mais do que dobra

De junho para julho de 2020 o número de áreas secas no Espírito Santo mais do que dobrou. Em apenas um mês, de acordo com o a última atualização do Monitor

de Secas, o estado passou de 25,64% para 58,49% de seu território com seca fraca. 

A seca fraca avançou até a parte central do território capixaba, onde as chuvas foram ligeiramente abaixo da normalidade em julho. Além do Espírito Santo, mais seis estados aumentaram áreas com seca em relação a junho, devido às chuvas do último mês. São eles: Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Rio de Janeiro e Tocantins.

Vale lembrar que em junho, com base em dados do Programa de Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o número de, com 40 focos a mais do que em maio (51 focos de queimadas) no Espírito Santo.

Além disso, o primeiro semestre de 2020, a partir de um levantamento feito por , com base nos focos registrados nos primeiros semestres desde o início da série histórica em 1998, foi o sétimo com o maior número de queimadas, com 97 focos.

  • Foto: Divulgação/Monitor de Secas

Em nota, a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) informou que “o avanço da seca fraca, demonstrada principalmente nas regiões norte e noroeste, é considerado normal para o período de estiagem (observado geralmente entre abril e outubro), que está mais amena este ano”.  No entanto, a Agerh ressaltou que “segue monitorando a disponibilidade de água bruta nos rios para que não falte o recurso hídrico para o abastecimento humano, as atividades produtivas e o meio ambiente. Em casos críticos e/ou de conflito, a Agência pode lançar medidas restritivas de uso, mas no momento elas não são necessárias”. 

Nas regiões norte e noroeste, segundo a atualização de junho do Monitor de Secas, também houve uma crescente das áreas de seca fraca no mês de junho em comparação com o mês anterior (maio). 

A Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), por sua vez, esclareceu que “a disponibilidade hídrica é monitorada continuamente e, neste momento, não apresenta problemas para a captação de água da Cesan nos municípios abastecidos pela companhia”.

Curtir isso:

Ler 25 vezes

Atendimento ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Suporte ao Cliente:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Depto financeiro:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicidade & Propaganda: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Notícias

Vídeos

Guia Comercial

Nossa Empresa

Please publish modules in offcanvas position.