-->

Líder do governo garante permanência de empregos com venda de ações da Saneago

05 Novembro 2019

Fala do deputado Bruno Peixoto (MDB) refuta teses sobre prejuízos com relação à matéria e diz que o Estado poderá ter recursos para ampliação do saneamento

Foto: Lívia Barbosa/Jornal Opção

Em sessão movimentada nesta terça-feira, 5, a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) volta a discutir a abertura de capital da Saneago. Com presença de trabalhadores da estatal, o líder do governo, deputado Bruno Peixoto (MDB), voltou a relembrar que o processo de abertura não se trata de privatização e diz que informações repassadas pela oposição são “falsas mensagens”, refutando possibilidades de demissões e aumento no valor da água.

Com a retomada da pauta, o plenário deve seguir discutindo a possibilidade de IPO, com a venda de 49% de ações. Esse processo, segundo defende a base governista desde a apresentação do projeto, não se trata de privatização, garantindo 51% para o Estado, mantendo a gestão com o poder público.

“A oposição tenta colocar uma falácia. Nós estamos demonstrando claramente que é um IPO, que vai captar recursos, a gestão continua sendo do governo do Estado, a empresa continua sendo da população do nosso Estado. E esses recursos serão revertidos na ampliação do saneamento do nosso Estado”, defendeu o líder do governo na Alego.

Outro ponto criticado pela oposição se trata da destinação dos recursos oriundos da venda dos 49%. Enquanto o projeto resguarda 30% para investimento em saneamento de água e esgoto, a oposição pede que a totalidade seja investida no setor. Sobre isso o deputado Bruno Peixoto diz que há a possibilidade de ampliação, mas que está garantido os 30%.

Relacionado


Em breve novidade aqui!!!

Usuário(s) Online

Temos 1206 visitantes e Nenhum membro online
We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree