-->

Justiça concede habeas corpus e suspende indiciamento de candidatas laranja do PSL

12 Novembro 2019

O caso envolve o inquérito que apura a atuação do ministro Marcelo Álvaro Antônio

Ministro do

Turismo de Jair Bolsonaro, deputado federal Marcelo Álvaro Antônio

A Justiça eleitoral de Minas Gerais concedeu habeas corpus e suspendeu o indiciamento de quatro mulheres suspeitas de terem sido candidatas ‘laranjas’ do PSL nas eleições do ano passado. O caso envolve o inquérito que apura a atuação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, no esquema. A informação é de Fausto Macedo, do Estadão.

A decisão partiu da 26.ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte e beneficia Débora Gomes da Silveira, Lilian Bernardino de Almeida Marchezini, Naftali Tamar de Oliveira Neres e Camila Fernandes Rosa.

Com a decisão, o indiciamento das quatro suspeitas fica suspenso. A denúncia, no entanto, permanece em vigor e aguarda análise da Justiça. Se recebida a acusação, as quatro se tornam rés no processo junto com o ministro do Turismo.

Relacionado

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree