-->

Anápolis negocia para ampliar em 10,5% o salário dos professores

20 Fevereiro 2020

Propostas da Prefeitura atingem o teto permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), ou seja, 54% de cumprimento da receita com gasto de pessoal

Prefeito Roberto Naves | Foto: Fernando

Leite

Anápolis pretende investir 10,5% parcelado em 10 vezes de 1%, juros sob juros – nos salários dos professores da rede municipal de ensino em 2020. Ou 7% à vista, ambas contando a partir de março. Em assembleia marcada para a próxima quinta-feira, 27, a categoria vai deliberar sobre as possibilidades apresentadas pelo chefe do executivo.

As propostas da Prefeitura atingem o teto permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), ou seja, 54% de cumprimento da receita com gasto de pessoal.

Diversos cenários foram apresentados para representantes do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Anápolis (Sinpma) e a Associação dos Diretores da Rede Municipal de Ensina, na última quarta-feira, 19.

simulação com investimento na casa de 12,84%, índice do piso salarial da categoria, revela uma situação de insolvência.

“A receita corrente líquida ficaria em 105%, pagaríamos num mês e já não teríamos recursos para pagar o segundo. Faço um apelo aos profissionais que entendam a situação em que está o País”, explicou o prefeito Roberto Naves.

Levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) aponta que 69 prefeituras decretaram calamidade nas contas públicas em 2019 e 229 devem seguir o mesmo caminho este ano.


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree