-->

Goiás tem quatro instituições selecionadas para programa escolas cívico-militares

26 Fevereiro 2020

Foram selecionadas ao todo 54 escolas de 22 estados; as goianas selecionadas são todas do Entorno do Distrito Federal

Ministro Abraham Weintraub | Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Goiás teve quatro

escolas escolhidas pelo Governo Federal para participar do programa de escolas cívico-militares. A divulgação foi feita na tarde de hoje, 26, pelo Twitter pessoal do ministro da Educação, Abraham Weintraub. Ao todo foram selecionadas 54 instituições de 22 estados e do Distrito Federal.

As escolas selecionadas em Goiás foram: o Colégio Estadual de Águas Lindas de Goiás; o Colégio Estadual Céu Azul, de Valparaíso de Goiás; o Colégio Estadual Maria Abadia Meireles Shinohara, de Luziânia e o CAIC José Elias Azevedo, de Novo Gama.

Escola Cívico-Militar: Muitos têm perguntado quais escolas, cidades e Estados serão atendidos em 2020. Segue a relação abaixo. Destaco que Campinas está aguardando uma definição jurídica. Caso Campinas seja inviabilizada, a próxima cidade a entrar na lista será Sorocaba. pic.twitter.com/6jT3a7LXws

— Abraham Weintraub (@AbrahamWeint) February 26, 2020

Os estados que mais terão escolas cívico-militares são Rio Grande do Sul e Pará, ambas com cinco escolas. Além das escolas no Rio Grande do Sul e no Pará, serão quatro escolas em Santa Catarina, Paraná e Goiás; três em Minas Gerais, Amazonas, Mato Grosso do Sul e Tocantins; duas no Acre, Amapá, Roraima, Ceará, Distrito Federal e Mato Grosso; e uma em Rondônia, Rio de Janeiro, Maranhão, Paraíba, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Policiais e bombeiros militares foram capacitados para trabalhar nas escolas. Na primeira rodada de capacitação, realizada em dezembro, em Brasília, o trabalho envolveu diretores e coordenadores de escolas, além de representantes de secretarias estaduais e municipais de Educação que vão atuar como multiplicadores. A segunda rodada ocorreu neste mês, em Porto Alegre (RS). Foram capacitados 54 oficiais da reserva e da ativa das polícias e bombeiros militares e 17 profissionais das secretarias de Educação.

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma parceria do MEC com o Ministério da Defesa. Cerca de mil militares da reserva das Forças Armadas, policiais e bombeiros militares vão participar da gestão educacional das instituições. O MEC destinará R$ 54 milhões para levar a gestão de excelência cívico-militar para 54 escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino. (Com informações da Agência Brasil)

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree