-->

Síndrome de Borderline: entenda sobre o transtorno pouco conhecido no Brasil

16 Setembro 2020

Após a formação da roça no programa de televisão A Fazenda 12, na terça-feira (15), a participante Raissa Barbosa, vice-miss bumbum 2017, teve uma crise em decorrência aos oito votos que

recebeu, socando a cama e jogando água em Biel. Devido a repercussão, alguns internautas mencionaram o fato de que Raissa sofre da Síndrome de Borderline.

Sendo uma síndrome que não acomete muitas pessoas, com uma taxa de 1,7% a 3% na população geral, pouco se fala sobre ela. Os traços mais marcantes deste transtorno mental são a mudança repentina no humor, assim como transtornos de ansiedade e distúrbios alimentares. É importante destacar que o diagnóstico do transtorno é de grande importância para que haja o tratamento.

O que é a Síndrome de Borderline?

Foto: Reprodução.

De acordo com estudos, a Síndrome de Borderline ou também Transtorno de Personalidade Limítrofe, é um transtorno mental grave que afeta diretamente a estabilidade no humor, comportamento, auto-imagem e funcionamento. Pessoas que sofrem do transtorno também são suscetivas a apresentar comportamentos suicidas, tendo o risco de 40 vezes mais do que as outras pessoas de cometerem suicídio.

Existe uma causa para o transtorno?

Foto: Reprodução.

Segundo especialistas, não existe uma causa específica que possa explicar o desenvolvimento da Síndrome de Borderline, uma vez que a maioria das crises são manifestadas depois de conflitos emocionais difíceis vividos ao longo da vida. Estes conflitos podem ser morte de pessoas próximas, separação e até abuso sexual, principalmente durante a infância e adolescência. Pessoas que cresceram em ambientes afetiva e emocionalmente conturbados são mais propensas a serem acometidas.

Quais são os sintomas apresentados?

Foto: Reprodução.

Instabilidade emocional, medo de abandono, insegurança, impulsividade e relações sociais prejudicadas fazem parte dos sintomas mais comuns da síndrome, que podem gerar ações impulsivas e relacionamentos instáveis. Devido à Síndrome, as pessoas podem ter acessos de raiva, sofrer de depressão e ansiedade, com uma duração variável entre horas e dias.

A falta de atenção pode ser um gatilho para as pessoas que sofrem da síndrome, ficar sozinho, por exemplo, pode gerar uma instabilidade emocional, assim como o medo intenso ou raiva diante de situações em que se sentem abandonados ou negligenciados.

Apesar das possíveis situações geradas pela Síndrome de Borderline e instabilidade emocional, as pessoas cujo tem o transtorno são capazes de amar e se relacionar em um ciclo social, podendo ser amorosos, empáticos e cuidadosos, a partir do momento que sentem que a outra pessoa cuidará deles quando necessário.

Existe tratamento?

Sim! Ao longo da história, esta síndrome foi vista como algo difícil de se tratar, porém com a inovação dos medicamentos e a modernização dos tratamentos, os pacientes diagnosticados têm apresentado uma melhoria na qualidade de vida. A melhoria dos sintomas depende de diversos fatores, e dependendo deles, o tempo para a melhora pode ser variável, uma vez que seja feito o tratamento. Por este motivo, é importante que as pessoas e seus entes queridos sejam pacientes e recebam o suporte adequeado durante o tratamento.

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree