-->

Busca por uma aparência mais jovem eleva a procura por harmonização facial

10 Dezembro 2019
Autorizados a realizar o procedimento após a publicação da (Lei n.º 13.643/18), o dentista é autorizado a realizar a harmonização orofacial - Foto: Divulgação/Assessoria

Com o avanço da tecnologia,

muitos procedimentos estéticos surgem a todo o momento. Uma das principais inovações e que se tornou tendência entre as celebridades é a harmonização facial. Algumas pessoas ainda desconhecem as práticas do procedimento e não imaginam que a harmonização facial é mais simples do que se imagina.

O processo, assim como o nome já diz, promete deixar o rosto mais harmonioso e igualado através de uma análise facial de cada paciente. São indicados procedimentos (como preenchimento com ácido hialurônico, toxina botulínica, bichectomia, lipo enzimática, rinomodelação, fios de sustentação, entre outros) que trazem o equilíbrio estético e funcional, propondo suavizar e harmonizar a imagem facial.

Gretchen foi uma das pessoas que se rendeu ao procedimento e teve um resultado bastante satisfatório (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao portal A Crítica, a cirurgiã-dentista Luana Rondon, explica que os principais argumentos que os pacientes usam para recorrer ao procedimento é a busca pela juventude, correção não cirúrgica de algo que o incomoda, ter um lábio mais volumoso, uma pele mais tratada ou um rosto mais ‘sexy’ com traços mais definidos.

A procura por uma aparência mais jovem vem crescendo a cada ano. Segundo os dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o número de pessoas que recorrem a procedimentos não invasivos saltou em 390%, e de acordo com estudo da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS) o Brasil é o segundo no ranking, registrando mais de 2 milhões de procedimentos estéticos.

Autorizados a realizar o procedimento após a publicação da (Lei n.º 13.643/18), o dentista é autorizado a realizar a harmonização orofacial. No procedimento o profissional realiza uma série de técnicas de preenchimento usando principalmente a toxina botulínica (botox).

“Somos capazes de dizer o que poderia deixar a face e o sorriso de alguém ainda mais bonito. O cirurgião-dentista tem o senso critico muito aguçado. Não é de hoje que estudamos as proporções faciais que antes só poderiam ser resolvidas com procedimentos cirúrgicos que na maioria das vezes são irreversíveis”, explica a profissional que alega que a maior procura é feita pelo público feminino, porém os homens estão cada vez mais antenados e buscando ter rosto um pouco mais quadrado.

A cirugiã-dentista, Drª Luana Rondon

Mas a pessoa que estiver interessada em realizar o procedimento é orientada fazer uma consulta com o profissional, pois existem contra indicações.

“Como são vários procedimentos, cada pessoa tem a sua contra indicação. Mas de modo geral, gestantes, lactantes, pessoas com doenças infecciosas e auto-imunes. Porém como cada caso é um caso, e é indicado fazer uma avaliação do caso”, alerta.

Alguns dos procedimentos são definitivos outros não, o caso da bichectomia, é realizada apenas uma vez, preenchimento com ácido hialurônico, toxina botulínica são procedimentos que tem um período de durabilidade, sendo necessário reaplicar para manter.

Custo

Dentro da harmonização orofacial há vários procedimentos. Ou seja, o tratamento é individualizado e visa à necessidade de cada paciente.

Luana Rondon informa que o valor varia, pois se o paciente apresenta assimetria facial ou se existe indicação para toxina botulínica o valor é por ml aplicado.

“O paciente pode precisar de preenchimento nos lábios, mandíbula, olheira, ‘bigode chinês’, linha de marionete, têmporas ou outras regiões. O preço depende da quantidade necessária para cada paciente, o mesmo para fios de PDO, de sustentação, onde o preço do procedimento varia de acordo com a quantidade de fios a ser introduzido. Se o paciente tem indicação para emagrecimento facial (bichectomia e aplicação dd enzimas), o preço dos procedimentos para uma harmonização orofacial depende de uma boa avaliação", finaliza.

De acordo com o Google, a harmonização Orofacial (HOF), termo cujo interesse cresceu seis vezes este ano na plataforma de busca, um aumento de 540% comparado ao número de pessoas que pesquisaram sobre o assunto no período anterior (julho de 2017 a julho de 2018).

Deixe seu Comentário

Veja Também

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree