-->

Apoio do Ministério da Saúde é fundamental na reestruturação da saúde em Mato Grosso do Sul, declara governador

17 Fevereiro 2020

Campo Grande (MS) – O apoio do Ministério da Saúde tem sido fundamental na reestruturação regional de saúde no Estado. Afirmou o governador Reinaldo Azambuja durante abertura do Encontro Estadual

de Vigilância em Saúde nesta segunda-feira (17.02).

 “Maior recurso disponibilizado pelo Ministério da Saúde em toda história de Mato Grosso do Sul. Por exemplo, vamos finalizar até o meio do ano o Hospital de Três Lagoas, até o final do ano o Hospital do Câncer aqui em Campo Grande, todos os andares prontos e todos os equipamentos disponibilizados. Isso só foi possível com o apoio do Mistério da Saúde”, destacou enfatizando o nome do ministro, Luiz Henrique Mandetta.

O governador ressaltou que através dessa parceria todos os municípios serão beneficiados com equipamentos e investimentos para finalizar as obras nos polos regionais, além da estruturação da atenção especializada. E destacou ainda, o papel de cada profissional na saúde no combate as endemias. “Os avanços que a medicina tem dado, aumentam a expectativa de vida dos brasileiros. Isso é um trabalho importante, mas o dia a dia da atenção primária é fundamental, sem esse trabalho nós não teremos no Brasil uma saúde melhor”.

Em seu pronunciamento o ministro da saúde, reforçou o compromisso de continuar avançando nas questões de saúde para o Estado. “Esse ano nos completamos mais de R$ 400 milhões de investimentos em Mato Grosso do Sul. No governo Reinaldo, pela primeira vez nós vamos sair daquela ótica de amulancioterapia. Com os polos fortalecidos, vamos ver se a gente deixa como legado para os outros poderem tocar”, declarou Mandetta. 

Durante o encontro foram assinados, o Acordo de Cooperação para implantação do Projeto Wolbachia, que estabelece a instalação da biofábrica na sede do LACEN (Laboratório Central) estadual, e o Termo de adesão do município de Campo Grande ao Projeto Estadual e-Visita Endemias, que vai distribuir 600 aparelhos celulares para o monitoramento dos criadouros de mosquitos na Capital.

Ao lado do ministro Mandetta o governador Reinaldo também fez a entrega simbólica de 52 Monitores Multiparamétricos, 28 Desfibriladores/Cardioversores, caixas cirúrgicas e outros equipamentos de saúde para os municípios do Estado.

A abertura do evento contou com a participação do Secretário Nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, o deputado estadual Paulo Corrêa, o presidente da comissão de saúde da assembleia Legislativa, deputado estadual Antônio Vaz, o coordenador do método Wolbachia e pesquisador da Fiocruz, Luciano Moreira, Presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul (Cosems), Rogério Leite, além de secretários de estado, prefeitos, vereadores e outras autoridades.

O evento

Por dois dias o Encontro Estadual de Vigilância em Saúde: Integração, Vigilância e Atenção Primária, reúne cerca de 2,2 mil agentes de endemias, profissionais da saúde que atuam nas salas de vacina, coordenadores de atenção primária e vigilância em saúde, técnicos de zoonoses e outros servidores dos 79 municípios, para debater ações de prevenção e manejo das arboviroses e demais doenças infecto-contagiosas, como Coronavírus, Dengue, Zika, Chikungunya, Febre Amarela, Tuberculose, Hanseníase, Sarampo, Influenza, Raiva, Leishmaniose, entre outros. 

 

Mireli Obando, Subsecretaria de Comunicação

Fotos: Edemir Rodrigues

Deixe seu Comentário

Veja Também


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree