-->

Em meio à guerra na Síria, pai cria jogo para filha rir durante bombardeios

18 Fevereiro 2020
Em um vídeo é possível ver o pai e a filha rindo enquanto uma bomba atinge a região onde eles moram - Foto: Reprodução/Twitter

Um pai criou uma brincadeira

para evitar que a filha de quatro anos ficasse com medo enquanto bombas atingem a região onde a família vive, na Síria. No "jogo" criado por Abdullah Al-Mohammad toda a família deve rir assim que ouvirem o barulho de uma explosão ou da passagem de um jato.

Mehmet Algan, amigo de Adbullah, publicou um vídeo no Twitter em que é possível ver como o jogo funciona. Nele, Adbullah está falando com a filha, Salwa quando eles percebem que uma bomba irá atingir um local próximo de onde estão.

"É um jato ou uma bomba?", pergunta o pai para Salwa. "Uma bomba. Quando ela chegar nós vamos rir", responde ela. Logo depois é possível ouvir o som do impacto, e Salwa imediatamente começa a rir junto com o pai.

"Sim, é engraçado", diz a criança quando o pai pergunta se foi a explosão que gerou as risadas.

Abdullah ve güzel k?z? Selva. Yukar?da durumlar?n? payla?t???m baba k?z. Ve yine tekrar eden o kahredici oyun. Anlamak için Arapça bilmenize gerek yok. pic.twitter.com/wUwKAcLzWE

— Mehmet Algan (@alganmehmett) February 16, 2020

Em entrevista para a Sky News, Adbullah comentou que ele e a mulher criaram a brincadeira para "evitar que o estado psicológico de Salwa ruísse. Para que ela não fosse afetada por doenças ligadas ao medo".

Ele também declarou, em entrevista para o canal Al Jazeera, que a ideia por trás da brincadeira veio quando Salwa se assustou com bombinhas usadas por crianças em jogos, mas ela se acalmou quando o pai explicou que elas não faziam nenhum mal e eram usadas para diversão. Adbullah repetiu o discurso, mas dessa vez para falar das bombas reais que atingem a região onde a família vive.

A família morava na cidade de Saraqeb, na província de Idlib, uma das mais afetadas por conflitos na Síria. Eles deixaram a cidade e estão vivendo com um amigo na cidade de Sarmada, mas ela também vem sendo atingida por bombas. Estima-se que 800 mil pessoas já deixaram os seus lares devido a um aumento recente das tensões em Idlib.

Deixe seu Comentário

Veja Também


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree