-->

A LISTA NEGRA DO TRUTIS

22 Fevereiro 2020

DEPUTADO SE IRRITA POR NÃO ACREDITAREM NO SEU ‘‘ATENTADO’’…

Seria um gravíssimo atentado à democracia, caso não fosse imediatamente colocado sob suspeita, dada às circunstâncias de como ocorreu. O

deputado federal Tio Trutis, em viagem com sua equipe de assessores, na Br-060 para Sidrolândia, é atacado por pistoleiros que abrem foto contra seu veículo e todos escapam milagrosamente sem nenhum arranhão.
Em ato seguido, ele movimenta o BOPE e o caso acaba parando nas mãos da Polícia Federal pela circunstância dele ter esse tipo de proteção especial devido ao cargo.
Começam então as contradições e a busca da verdade real, visto que as circunstâncias são extremamente inacreditáveis e esquisitas. Trutis não saiu ferido e disse que respondeu aos tiros com sua pistola, botando os bandidos literalmente “pra correr”.
A notícia é postada por ele nas redes sociais – sua especialidade – e o domingo (16/02) começa a se movimentar em torno do fato.

FATOS E DÚVIDAS
No decorrer da semana, Trutis que já vinha da sua segunda agressão verborrágica contra a classe política, aproveitou para desta vez abrir fogo centrado naqueles que teoricamente seriam seus inimigos. Fazendo uso da tribuna da Câmara Federal, proferiu um inflamado discurso contra aqueles que, segundo ele, querem matá-lo. Termina o discurso dizendo que nosso estado é um covil de bandidos, contrabandistas, políticos que deveriam estar na cadeia e imprensa corrupta que, de maneira pacifica, aceita a convivência com o que existe de pior no mundo do crime organizado.
Enquanto tenta, sozinho, reverberar o caso que foi tratado como “meramente policial” Trutis muda a versão do “atentado” e as contradições iniciais se acentuam. Havia dito que dispararam 4 tiros, depois 5 e finalmente nove.
À essa altura, com a Polícia Federal já no caso apurando as circunstâncias do acontecido, o deputado reinicia seus ataques recheados com bravatas e exortação à sua excelente pontaria e a arma por ele manejada. A aparência é de que “ele deseja se autopromover diante de um acontecido até agora não deglutido pelo povo sul-mato-grossense, o que o irrita ainda mais profundamente.
O atentado, “sem vítima”, começa a ser questionado nas redes sociais onde Trutis sempre esgrimou com palavras de baixíssimo nível contra seus supostos inimigos, assim como Dom Quixote se punha a brigar com seus “moinhos de vento”, só que, o Rocinante de Trutis é seu Toyota varado de balas e que está sendo periciado pela competentíssima Polícia Federal.
Todas as atenções estão voltadas para o resultado pericial que deveria ser rápido e está demorando, além do necessário. Será que que a montanha pariu um rato (provérbio latino).

VERDADE E MENTIRA
Nas redes sociais, o “atentado” não furou o cerco da desconfiança para se materializar. Sabe-se que Trutis sempre foi um homem rodeado por “trutas” e “tretas”. Comenta-se também que agiotas estariam ao seu encalço por dívidas não pagas. Os deputados que ele sempre acusou de forma covarde, como se não fosse um político, preferiram ignorar o fato, não se interessando pelo acontecido e nem mesmo emitindo um juízo ou uma palavra de apoio que pudesse agasalhar e aquiescer a denúncia do falastrão.
A imprensa, por ele nunca poupada em suas considerações pessoais – e lidar em plenário – preferiu tratar o fato como um caso meramente policial e sem qualquer conotação política. Trutis continua agindo como sósia do cineasta Zé do Caixão, falecido nesta semana.
Ele insiste em querer amedrontar a todos com seu poder político passageiro, nunca deixando de ameaçar com a célebre frase do seu ídolo recém falecido: “À meia-noite encarnarei seus cadáveres”, mas esse tipo de horror “trash” não amedronta ninguém, só que todos esperam o veredicto final, devendo sair da perícia ao “Rocinante Toyota”, para saber se os tiros foram dados no carro andando ou parado, fato que pode estar tirando o sono do deputado falastrão.
Voltaremos.

Comentários

Comentários

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree