-->

MS possui programa de incentivo à produção de suínos sustentável e 100% online

24 Fevereiro 2020
A partir da reformulação, ações como ajustes de estoque, entrada e saída de animais, confirmações e baixas das notas serão realizados somente pela internet - Foto: Divulgação

Em Mato

Grosso do Sul, suinocultores e Governo do Estado reformularam as diretrizes e os critérios para inscrição e concessão de incentivos do programa Leitão Vida.

As novas normas foram publicadas na edição número 10.093 do Diário Oficial do Estado trazendo importantes alterações ao programa. A medida segue a política de desenvolvimento econômico, de fomento às práticas sustentáveis de produção e informatização dos sistemas de monitoramento, a exemplo do que já foi implantado em programas como o Precoce MS, Carne Orgânica do Pantanal e Carne Sustentável do Pantanal.

Além de oferecer mais segurança e agilidade nos processos, com a informatização total do programa, é fundamental destacar que o novo modelo foca principalmente na sustentabilidade, fazendo com que o produtor invista nas questões ambientais, sanitárias e econômicas, visando não só a qualidade do produto, mas olhando também para o processo produtivo, como um todo.

A partir da reformulação, ações como ajustes de estoque, entrada e saída de animais, confirmações e baixas das notas serão realizados somente pela internet. A informatização desses processos, que eram realizados manualmente, garantirá maior agilidade e segurança tanto para o Governo, quanto para o produtor, possibilitando melhor controle de todas as operações.

Os suinocultores que tinham o cadastro com vencimento em janeiro, já foram recadastrados no novo modelo, automaticamente. Para o restante, haverá um período de recadastramento (até 31 de março de 2020), onde a principal mudança é a necessidade da inscrição de um responsável técnico. É esse profissional que irá inserir no sistema ICMS TRANSPARENTE, do Governo do Estado, as informações do produto e do processo produtivo, que posteriormente deverão ser validadas pelo produtor e que levará a granja a ser classificada como básica intermediária ou avançada.

Deixe seu Comentário

Veja Também


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree