-->

Pelo segundo mês seguido, pesquisa aponta crescimento da confiança do empresário da Capital

26 Fevereiro 2020
Esta perspectiva foi sentida acerca das expectativas sobre a economia (para 46,8% deverá melhorar muito) e sobre o comércio (para 49,4% melhorará um pouco) - Foto: Divulgação

Campo Grande

apresenta a segunda alta seguida na confiança do empresário, chegando a 136,1 pontos em fevereiro, 1,6% a mais que o mês passado (133,9 pontos). Os dados são da pesquisa mensal da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC). Em relação ao mesmo período de 2019, há uma redução de -1,1%.

A pesquisa aponta ainda que as empresas com mais de 50 empregados apresentaram um índice mais significativo, de 158,2 pontos. As que têm menos, o índice alcançou 135,5 pontos. Para 49,5% dos empresários ouvidos, a condição atual da economia brasileira melhorou um pouco.

No que tange aos negócios, 52,7% também admitiram essa melhora. Esta perspectiva foi sentida acerca das expectativas sobre a economia (para 46,8% deverá melhorar muito) e sobre o comércio (para 49,4% melhorará um pouco).

Sobre a pesquisa:

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) é um indicador antecedente apurado entre os tomadores de decisão das empresas do varejo, cujo objetivo é detectar as tendências das ações empresariais do setor. A amostra é composta por aproximadamente seis mil empresas situadas em todas as capitais do País; e os índices, apurados mensalmente, apresentam dispersões entre zero e 200 pontos, sendo 100 pontos o nível base de satisfação.

O índice é construído a partir de nove questões. As três primeiras, que constituem o Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (Icaec), comparam a situação econômica do País, do setor de atuação e da própria empresa em relação ao mesmo período do ano anterior. As três perguntas seguintes avaliam os mesmos aspectos, mas em relação ao futuro no curto prazo, e formam o Índice de Expectativas do Empresário do Comércio (IEEC).

Em todas as seis primeiras perguntas, as opções de resposta são as seguintes: (i) Melhorou/Melhorará muito; (ii) Melhorou/Melhorará um pouco; (iii) Piorou/Piorará muito; e (iv) Piorou/Piorará um pouco. Além dos dados nacionais, os nove componentes do Icec também são divulgados segundo as cinco regiões geográficas do Brasil.

As últimas três perguntas que compõem o Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC) abordam questões mais específicas, relativas aos seguintes temas: (I) Expectativa de contratação de funcionários para os próximos meses (aumentar muito, aumentar pouco, reduzir pouco ou reduzir muito); (II) Nível de investimentos em relação ao mesmo período do ano anterior (muito maior, um pouco maior, um pouco menor ou muito menor); e (III) Nível atual dos estoques diante da programação de vendas (abaixo do adequado, adequado ou acima do adequado).

Ajuste sazonal: sujeitas ao comportamento sazonal do nível de atividade do comércio e da atividade econômica em geral, as séries passaram a ser dessazonalizadas através do método de médias móveis centradas, permitindo a comparação mensal (mês sobre o mês anterior) dos componentes do Icec.

Deixe seu Comentário

Veja Também


Em breve novidade aqui!!!

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree