-->

Três linhas semiurbanas garantem transporte de trabalhadores entre municípios

27 Março 2020
Tratam-se de linhas semiurbanas entre cidades vizinhas - Foto: Divulgação

Mesmo com a suspensão quase integral do transporte rodoviário intermunicipal de passageiros, três linhas com característica semiurbana têm garantindo

viagens, especialmente, a trabalhadores que não foram dispensados, pela natureza da atividade que exercem. São trajetos curtos de linhas regulares, entre municípios muito próximos, onde há deslocamento diário de pessoas da cidade em que moram para onde trabalham.

Não há oficialmente determinação de paralisação de operações no sistema, mas ao longo da semana, a maioria das empresas suspendeu gradativamente as viagens, em função da queda abrupta de demanda e de restrições de mobilidade impostas por prefeituras em alguns municípios como forma de prevenção de contágio do novo coronavírus. Também contribuiu a necessidade observada pelas próprias operadoras de preservar seus funcionários e usuários.

O monitoramento permanente mantido pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) junto às transportadoras identificou que nesta sexta-feira (27) o transporte está assegurado nas linhas Itaporã-Dourados, executada pela Expresso Maringá, com três horários; Batayporã – Nova Andradina, operada pela Piccoli Transportes em 12 horários; e Ladário – Corumbá, de responsabilidade da Andorinha, com 7 horários.

Tratam-se de linhas semiurbanas entre cidades vizinhas. Algumas reduziram a quantidade de partidas e o número de passageiros está menor que o rotineiro, mas a continuidade das operações está ajudando a garantir a locomoção de pessoas que, pela atividade exercida, não podem se manter em isolamento social. São funcionários de áreas essenciais e de empresas que mantiveram suas atividades, especialmente no setor da indústria, como a de alimentos.

A portaria nº 116/2020, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, definiu as atividades e os produtos considerados essenciais para o pleno funcionamento das cadeias produtivas, para assegurar o abastecimento e a segurança alimentar da população enquanto perdurar o estado de calamidade pública.

Cuidados

Para essas transportadoras, está valendo a determinação da Agepan de seguir todas as recomendações das autoridades de saúde e da própria Agência sobre redobrar a atenção com a higiene dos veículos: limpeza dos carros antes e depois de cada viagem, disponibilidade de álcool em gel para motoristas, cobradores e, se possível, passageiros. Havendo possibilidade, também é recomendado disponibilizar máscaras e luvas aos funcionários.

Dentro dos ônibus, devem orientar os viajantes a manterem distância, não sentando todos próximos como em uma viagem convencional.

O passageiro também deve observar todas as recomendações amplamente divulgadas, e não viajar se estiver apresentando qualquer sintoma. Se a viagem for indispensável e não puder ser adiada, adotar todas as medidas indicadas pelos órgãos de saúde quanto a higiene, desde o momento de comprar a passagem até o desembarque.

Deixe seu Comentário

Veja Também

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree