-->

Bancada evangélica já planeja derrubada de veto de Bolsonaro para perdoar dívidas das igrejas

14 Setembro 2020
Em justificativa, o presidente Bolsonaro disse que vetou o dispositivo, pois caso o contrário iria incorrer ao crime de responsabilidade - (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

Parlamentares da bancada

evangélica estão se organizando no Congresso Nacional para derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o cancelamento de dívidas de igrejas com a União. O valor dos débitos se aproxima de R$ 1 bilhão.

A articulação dos deputados teve início hoje (14) e, nesta terça-feira (15), às 17h, haverá uma reunião para decidir que tipo de estratégia será adotada.

Em votação na Câmara a respeito da emenda que anula os vencimentos, apenas os partidos PSOL e Rede foram contra a ideia. O autor da inserção do dispositivo que altera a lei em benefício às entidades religiosas é o deputado federal David Soares (DEM-SP), que é filho do pastor fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, R.R Soares. A denominação é uma das principais devedoras do Estado.

Em justificativa, o presidente Bolsonaro disse que vetou o dispositivo, pois caso o contrário iria incorrer ao crime de responsabilidade, argumento alinhado com sua equipe econômica. Na ocasião de concordância com a proposta, o presidente ainda teria de apontar uma fonte de financiamento para compensar tal "perdão".

Embora tenha tomado tal decisão, Bolsonaro já disse que se fosse deputado ou senador "por ocasião da análise do veto que deve ocorrer até outubro, votaria pela derrubada do mesmo".

Banner Whatsapp Desktop

Deixe seu Comentário

Veja Também

Mais Lidas

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree