-->

Michel Temer diz defender semiparlamentarismo no Brasil e fim da reeleição

16 Setembro 2020

O ex-presidente Michel Temer disse defender, além do fim da reeleição para os mandatos presidenciais, a tese do semiparlamentarismo para o Brasil, sistema político em que o presidente

da República dividiria espaço com um primeiro-ministro.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o ex-presidente disse ser "muito a favor de um mandato no presidencialismo de cinco ou seis anos sem reeleição". Temer comentava a opinião do também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em artigo publicado no Estadão, no qual o tucano disse ter sido "um erro" permitir a reeleição.

"Ou se amplia para cinco ou seis anos o tempo de mandato presidencial para manter o presidencialismo ou se faz uma coisa mais radical para o futuro, que é estabelecer um sistema semipresidencialista ou semiparlamentarista, onde se elimina os traumas institucionais de impedimentos, por exemplo", disse Temer, que ascendeu à Presidência da República após impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

"Os governos caem no parlamentarismo com muita tranquilidade. Portanto, seria o melhor caminho ao meu modo de ver", completou Temer.

Deixe seu Comentário

Veja Também

Mais Lidas

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree